sábado, março 31, 2012

INACÇÃO FACE ÁS PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS


"A situação do país é tão grave, tão grave, que nem um super ministro das Finanças a pode resolver.

Existe grande margem de negociação nas parcerias público-privadas  já contratadas.

Estão em presença enormes interesses da banca e das grandes empresas construtoras.

O Tribunal de Contas pode travar contratos e raramente o faz."

AVELINO DE JESUS
(T.V.I., 12/3/2012)

Sem comentários:

Publicar um comentário

"BENVEGUT AQUÈL QUE NOS VEN MANS DEBÈRTAS"
(Saudação Cátara)

Arquivo do blogue