quinta-feira, agosto 07, 2014

"E A NOITE RODA " - ALEXANDRA LUCAS COELHO





Acabei de ler , de rajada,  este que  é o primeiro romance da jornalista Alexandra Lucas Coelho , galardoado com o Grande Prémio de Romance e Novela APE/DGLAB 2012.

Na cerimónia de entrega desse mesmo Prémio , fez um discurso fortemente crítico   a Cavaco Silva e à coligação PSD/CDS. O que lhe valeu ser insultada após a cerimónia pelo Secretário de Estado da Cultura Barreto  Xavier : era primária e deveria estar agradecida pelo  Prémio que tinha verba pública, coisa que não corresponde  à realidade.

Além disso, este Prémio  costuma ser entregue pelo Presidente da República, mas  como as relações entre Cavaco e uma das pessoas ligadas ao mesmo não são as melhores,  o ocupante de Belém  pôs  as suas questões pessoais à frente dos deveres do cargo que ocupa. Infelizmente, é recorrente este comportamento.

A autora viveu  na Palestina durante  um certo tempo e , por isso, sabe  por experiência própria dos cortes de electricidade, de água, de encerramento  total da população em Gaza ,  do terror dos bombardeamentos.

Falemos  agora do romance.

Ana e Léon são jornalistas em serviço na Palestina  aquando da morte de Arafat.

Ela é catalã e solteira e ele belga, casado , pai e bem mais velho.

O romance entre ambos  vai desenrolar-se por vários sítios, mas especialmente tendo como fundo   a dificuldade tremenda que é , para os palestinianos, viverem encerrados em Gaza - frequentemente alvo de ataques bárbaros de Israel - e de como é complicado sair e entrar  pelas portas desse gueto, controladas por militares israelitas que agem segundo o seu capricho de momento.

Até para  os jornalistas  a ida em trabalho a uma qualquer cidade é uma aventura onde podem desperdiçar horas para percorrer poucos quilómetros , além de serem sujeitos às mesmas humilhações de que são vítimas os palestinianos.

A Democracia  deve ser aceite sempre, quer se goste ou não dos resultados, e quando o Hamas ganhou , inesperadamente, eleições que  todos os observadores internacionais  tinham declarado limpas , a reacção dos EUA, da UE e da Fatah foi  a de quem só respeita aquilo que lhe  convém e não a vontade de quem vota.

E a partir daí, Israel -apoiado pelos seus aliados - boicotou por completo o território com todas as péssimas e injustas consequências que se conhecem.

Inclusivamente, Fatah e Hamas envolveram-se numa guerra fratricida , fazendo o jogo do invasor, que - embora pense que não - também perde com  esta situação, embora menos e a mais longo prazo.

Quanto ao envolvimento do par,  não direi nada mais.

Espero ter despertado o vosso interesse,  ainda mais  porque novamente Israel arranjou pretexto para atacar Gaza por ar, terra e mar  assassinando sem  escrúpulos nem respeito por quem quer que seja  largas centenas e centenas de palestinianos, sendo a maior parte civis , incluindo quatrocentas crianças .

Enquanto  criaturas do "povo eleito" se sentavam nas colinas em sofás assistindo a um genocídio infame como se estivessem numa sala de cinema e , se calhar, até comeram pipocas  !


"Os palestinianos da Galileia continuam onde sempre estiveram. O lugar é que se tornou Israel em 1948, e portanto Israel chama-lhes árabes israelitas. Mais de 20% da população e sempre a crescer. "

"Fui a Nazaré outra vez.Ainda não estava satisfeita. E estou de novo no meu quarto , 546 autocarros depois. Há autocarros diretos de Jerusalém para lugarejos remotos com um punhado de judeus, mas não há autocarros diretos de Jerusalém para a maior cidade árabe de Israel."

"Do lado israelita, nunca me habituei a abrir a mala sempre que entro num café ou num restaurante, onde os seguranças são sempre judeus etíopes, o pior emprego do mundo para os mais pobres do mundo judeu, porque lhes pode sempre rebentar uma bomba na cara."


42 comentários:

  1. Cada vez gosto mais de mulheres!
    (Não, não é uma piada machista!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredito que não seja, mas gostaria de saber a razão desse gosto cada vez maior, rrrss

      Eliminar
  2. O discurso, que li na altura, foi de uma mulher de coragem. Ainda não comprei o romance, mas vou tentar.
    Abraço

    ResponderEliminar
  3. Sim, só uma mulher honesta e frontal conseguiria enfrentar assim estes badamecos que fingem governar-nos!

    Acho que gostará do romance

    Abraço, Lino :)

    ResponderEliminar
  4. Parece-me muito interessante e actual!

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente, ainda ganhou maior actualidade com o presente massacre dos palestinianos encerrados , sem hipótese de fuga, por Israel ...e se o problema eram os túneis , era só seguirem o exemplo dos egípcios: taparam as saídas !

      O verdadeiro objectivo dos judeus é o genocídio puro e simples , para ficarem com todo o território e , para cúmulo do despudor, armam-se cinicamente em vítimas....enquanto bombardeiam escolas, hospitais, fábricas, mesquitas, etc!!

      Bons sonhos, Rosa

      Eliminar
  5. Li-o há uns meses numa viagem de comboio ao Porto (ida e volta) Gostei imenso e não fiquei surpreendido, porque também gosto muito dela como jornalista.
    Uma boa noite, amiga

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora ainda bem que corroboras a minha opinião :)

      Como jornalista, não sei se já li alguma coisa dela, porque sou muito má para fixar nomes...

      Bom resto de dia e que não tenhas mais visões desagradáveis , rrrsss

      Eliminar
  6. Olá, São!

    Soa interessante e apelativo, pela breve introdução feita.Falar da Palestina e sobre ela contar a verdade, é não só uma necessidade como um acto de coragem nestes tempos que correm...Vou ver se o encontro.

    Um abraço amigo
    Vitor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem vindo, Vítor!

      Não estar incondicionalmente ao lado de Israel e ousar condenar em voz alta o genocídio que os judeus estão a fazer do povo palestino e criticar a infâmia que é o muro de separação e os ataques cerrados ao Gueto de Gaza é ser acusado imediatamente de anti-semitismo...

      Aliás, como já me aconteceu, com uma judia a insultar-me e a avisar-me de que iria espalhar por toda a parte o meu texto "mentiroso e calunioso", ainda antes desta bárbara agressão a Gaza.

      Se leres, gostaria de saber a tua opinião.

      Abraço amigo e bom domingo.

      Eliminar
  7. Já tinha intenção de ler o romance.
    Reforçada com essa atitude inqualificável de quem devia ter vergonha na cara.
    Ainda mais agora que a São recomenda a leitura do mesmo.
    Vou ver se consigo comprar por aqui.
    Se não conseguir, mando vir através da fnac.
    Ache que mande uma cópia ao PR e outra ao secretário (não uso a maiúscula depois do que ele fez)?
    BFDS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Penso que não se arrependerá e depois gostaria de saber a sua opinião, se não se importar.

      Não seria nada má ideia, Pedro, mas estas criaturas não se enxergam....Estão tão cheios de si, que a arrogância lhes faz crer que são dono do país :(

      Obrigada , igualmente !

      Eliminar
  8. Pois é verdade São, a noite roda e o dia límpido e sem máculas nunca mais chega..
    Bom fim de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A noite está cada vez mais escura e tenebrosa ,Maria, e os dias em tom de chumbo...mas a Lei de Retorno cobrará as consequências dos crimes dos Senhores do Mundo, porque nem falha nem pode ser subornada !

      Excelente semana :)

      Eliminar
  9. Pelo que descreve deve ser muito interessante.Será mais um a ficar na intenção de ler. Vamos ver se passa de intenção. No mês passado li "A mulher em branco" Mar de Abril, Perolas ao Vento, e Poemas tardios. Este mês provavelmente não vou ler nenhum embora tenha aí alguns para ler. Antigamente eu era uma leitora compulsiva. Hoje estou com uma certa dificuldade em assimilar o que leio. às vezes volto atrás na leitura e releio de novo. Velhice? Se calhar. Ou demasiadas preocupações não sei.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tente ler este, que não é muito grande , pouco mais tem que duzentas páginas e aborda muito bem a tragédia que ali se vive naquela terra empapada em sangue desde há largos séculos ...

      Bom serão e as melhoras !

      Eliminar
  10. Tenho de ler!! Obrigada, São!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Penso que te agradará, depois me dirás, sim?

      Bom fim de semana

      Eliminar
  11. O livro parece interessante.
    E se a autora criticou Cavaco & Cª, merece os meus aplausos.
    São, tem um bom fim de semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É um livro pequeno, denso e que relata muito do que se passa naquela região, com a vantagem da autora ter vivido no terreno.

      As críticas ao reformado de Boliqueime e ao bando do Poder e arredores merecem aplauso , sim, de pé e prolongado!

      Querido amigo, bom domingo e excelentes férias :) :)

      Eliminar
  12. ~
    ~ ~ Uma leitura que não quero perder, de modo nenhum.

    ~ ~ Penépole Cruz, o marido, Jabier Bardem e Pedro Amodovar, foram duramente criticados nos US, por terem assinado o "Comunicado da cultura contra o genocídio palestiano"!

    ~ ~ Com 100 assinaturas de espanhois relacionados com o ambiente cutural, a petição foi dirigida `à UE.

    ~ ~ Foram acusados de desavergonhados por semearem o anti semitismo!

    ~ ~ A mentaidade retrógrada da fascinante Hollywood!!


    ~ ~ ~ ~ Bom fim de semana.~ ~ ~ ~ Abraço. ~ ~ ~ ~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Graças a Deus, já muitas e poderosas vozes se erguem contra o apoio incondicional a Israel por parte dos EUA, que não dá protecção nenhuma aos seus cidadãos e gasta milhões de dólares em armamento com que os judeus prosseguem o genocídio dos palestinianos no gueto de Gaza e a construção de enormes colonatos na Cisjordânia!!

      Mas há sempre criaturas que de humano só têm o aspecto a apoiarem assassinos e facínoras: uma locutora estado-unidense afirmou que os palestinianos que morreram em Gaza(crianças incluídas, certamente) só mereciam mesmo morrer!!

      Olhando para o seu rosto deformado pelas operações plásticas , só se pode concluir que tantas anestesia e botox afectaram gravemente os dois únicos neurónios que tinha , "tadinha"...

      A indústria cinematográfica está tal como a alta Finança nas mãos dos judeus( Goldman-Sachs, Rotschild, ...).

      Houve já algum filme sobre as demais vítimas do nazismo: alemães deficientes, prisioneiros de guerra, opositores políticos, ciganos ( povo a exterminar e de que foram queimados milhares numa só noite em Birkenau), testemunhas-de-Jeivá, .....?

      Os judeus alguma vez disseram uma só palvra de memória sobre as perseguições de Hitler sem ser sobre eles mesmos??

      Abraço grande e bom domingo !

      Eliminar
    2. ~ ~ Grande abraço. ~ ~

      Eliminar
    3. Ainda sobre o domínio judeu sobre Hollywood ; Daniela Ruah ( a quem não ponho em causa a beleza e o possível talento), logo que lá chegou entrou directamente para uma das mais importantes séries televisivas com personagem residente.

      E , depois, numa entrevista a uma revista portuguesa , quando lhe perguntam como conseguiu tão rápido sucesso, responde que não tem nada a ver com o ser judia ....a isto eu chamo ter peso na consciência e ter a noção perfeita que foi mesmo por o pai ser um médico judeu muito influente que conseguiu o que muita gente talvez até com mais talento não alcançou...

      Grande abraço e boa semana :)

      Eliminar
    4. ~ ~ Não sabia!
      ~ ~ Gratíssima pela partiha.

      ~ ~ Reribuo o abraço e os votos amigos.

      Eliminar
    5. nada a agradecer, mas é bom que saibamos o mais possível sobre o que realmente se passa...e sabemos tão pouco, não é?

      Beijinhos e boa semana

      Eliminar
  13. Vale a pena ler....
    Nesse Domingo comemora o dia dos pais
    muitos como eu já não tem mais
    a alegria da presença física de pai.
    Por isso de alguma forma nesse dia
    procuro estar feliz da forma
    que meu pai sempre gostou.
    Com certeza ficaria muito chateado
    se pudesse me ver chorar nesse dia.
    Guardo na memoria um pai que
    mesmo sendo bravo a moda antiga.
    Fui muito amada..
    recordo com infinita saudades
    quando brincava passando em meu rosto,
    a barba por fazer.
    Do almoço Domingueiro onde
    minha mãe fazia a pasta
    deliciosa que ela fazia.
    Um abençoado final de semana.
    Feliz dia dos pais independente
    da Circunstância.
    Beijos no coração carinhos na alma.
    Evanir.
    Deixei mimo na postagem como
    lembrança desse dia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga, fraterno e reconhecido abraço.

      Eliminar
  14. Imagino que seja uma proposta interessante...pois é um tema pertinente e viver no terreno situações incríveis...permitirão descrições bem realistas!
    Também aplaudo...atitudes de valentia!
    Bj amigo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que boa surpresa !

      Se puder leia, porque , além de muito interessante e bem escrito, tem pouco mais de duas centenas de páginas...sobre a trágica situação dos palestinianos do gueto de Gaza e dos pretextos que Israel inventa para prosseguir com o seu genocídio.

      Por exemplo, gostaria muito de saber quem verdadeiramente assassinou os desgraçados miúdos judeus num momento tão adequado a Benjamim Netanhyu !!

      Afectuoso abraço, maria da Frça, e continuação d eboas dérias !

      Eliminar
  15. Entrou na minha lista porque despertou a minha curiosidade...
    Cumps

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então, espero que não desiluda...depois me dir+a, sim?

      Saudações.

      Eliminar
  16. São,uma excelente dica de leitura mesmo porque não entendo muito bem o motivo dessas guerras e deve ser bem esclarecedor. Obrigada por indicar! bjs,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem vinda!

      Posso indicar-lhe "A Grande Guerra pela Civilização" de Robert Fisk, que vive no Líbano , há anos e conhece muito bem toda aquela conturbada região. Existem outras obras sobre o tema, mas esta centra-se mais na actualidade.

      E a situação está piorando a cda dia, porque israel está determinado a exterminar os palestinianos de qualquer jeito e sob qualquer pretexto.

      O deste ataque brutal a que estamos assistindo foi o do assassínio de três adolescentes judeus...e eu gostaria de saber quem realmente matou os pobres miúdos no momento mais adequado ao actual Governo de extrema-direita judeu!!

      Boa semana e abraços

      Eliminar
  17. De momento tenho a estante cheia de livros novos para ler, talvez numa próxima ida à livraria. Mas a desgraça daquela guerra em fim à vista é tão grande, que não sei se tenho estômago...

    Beijocas e bons sonhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não percas!

      Um livro ,ensaio, que aqui já referi e que penso ser imperdível é "A Grande Guerra pela Civilização", de Robert Fisk,,,,mas esse, seim, não se consegue ler de seguida, porque além do apreciável tamanho, o que relata (ele é correspondente de guerra e vive há décadas no Líbano) é de nos cortar a respiração !!

      Belos passeios no Torel e bons sonhos :)

      Eliminar
  18. Nunca mais ganha prémio nenhum para não se armar em esperta, que o futuro é laranja, mais a cor do CDS, e cavacos para Belém temos muitos na calha. boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não sei se pertencemos à mesma geração , mas quem viveu a ditadura e a libertação de Abril 1974 e , agora, vê Portugal a ser desfeito e vendido a retalho , com maior impunidade e descaramento para os poderosos do que no tempo de Salazar e o Trabalho a ser reduzido a uma escravatura que só falta ser legalizada sofre horrores!!

      Prémio oficial não ganha, não...que estes biltres são rancorosos e mesquinhos !!

      Mas eu costumo dizer . só me calam se me assassinarem!!

      E como neste momento já tenho sionistas, nazis e este bando do Poder e arredores contra mim, se aparecer morta , a única dificuldade é só saber se foi a "raça superior", o "povo eleito" ou um capanga a mando do CDS, do PSD ou do reformado de Boliquieme...

      Tudo de bom

      Eliminar
  19. Obrigada pela dica! (Quanto ao comportamento do "sr"... sem comentários... É triste.)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem vinda!

      Penso que se ler , irá achar interessante.

      O reformado de Boliqueime pirma pela mesquinhez e a família Barreto, pelo que tenho ouvido, pela arrogância.

      Pena que o mosso país esteja entregue a criaturas deste jaez!!

      Renovo os parabéns pelo aniversário de casamento assim como votos de excelente futuro.

      Eliminar
  20. Excelente postagem, São.
    Gostei de saber essas tricas aquando do Prémio. Não sabia. Um bravo a esta jornalista! Fez-me lembrar a poeta Maria Teresa Horta ("Foi galardoada com o Prémio D. Dinís 2011 da Fundação Casa de Mateus pela sua obra "As Luzes de Leonor"2 , o qual aceitou, embora se recusasse a recebê-lo das mãos do Primeiro-Ministro Pedro Passos Coelho, ao qual cabia entregá-lo, alegando que este está "a destruir o país"") - http://pt.wikipedia.org/wiki/Maria_Teresa_Horta

    Sobre o romance, despertas a curiosidade, embora acompanhe, desde há uns anos, o que se passa por lá e como foi "indiferente" ao mundo a progressiva construção do muro, entre outras coisas.
    Bjo, amiga

    ResponderEliminar
  21. Também soube dessa recusa de Teresa Horta e da polémica que causou, porque houve pessoas, imagine-se, que disseram dever ela recusar a verba, inclusivamente !

    Gosto que sejam mulheres a tomar estas posições de denúncia e com toda a frontalidade!

    Os palestinianos estão destinados ao extermínio por parte dos judeus , porque a Europa tem a consciência pesada, os EUA apoiam incondicionalmente Israel já que lhe dá jeito ter ali um aliado e o resto do mundo , enfim..

    Além disso, e como Hitler denunciou, a Banca judaica domina a alta Finança: o Banco judeu Goldman-Sachs enganou os próprios clientes, ajudou a Grécia a falsificar contas públicas, não sofreu nenhuma sanção e colocou os seus peões em todos os lugares de decisão crucial.Inclusivamente, o reformado de Boliqueime condecorou postumamente António Borges que, além de vender o país a retalho, exigia do alto dos milhões do seu ordenado que se baixassem os ordenados miseráveis que em Portugal se praticam!

    Quinze dias antes da falência do BES afirmou que era um Banco sólido e , depois,ganhou através de informação privilegiada, 180 milhões(euros ou dólares) vendendo acções que já sabia não valerem rigorosamente nada.

    Desta maneira os judeus podem manobrar sem entraves porque tem os políticos na mão !!

    Grato abraço, minha amiga !

    ResponderEliminar

"BENVEGUT AQUÈL QUE NOS VEN MANS DEBÈRTAS"
(Saudação Cátara)

Arquivo do blogue