terça-feira, janeiro 06, 2015

CURDOS, POVO EXPATRIADO


Foto : "Visão" nº 1120(21-27/8/2014)

Os curdos são o maior povo sem pátria de todo o planeta,como há muito tempo se sabe : cerca de trinta milhões de pessoas espalhadas por vários países.

No final da Grande Guerra, as potências europeias prometeram-lhes um Estado. Nunca foi cumprido esse compromisso , ao contrário do que aconteceu com os judeus a quem os ingleses ofereceram território que não era seu para fundarem Israel - com as conhecidas trágicas e injustas consequências para os palestinianos - após a Segunda Grande Guerra.

A maioria dos curdos é muçulmana sunita, moderada , sem  excessos fanáticos.

Na zona norte do Iraque gozam de  relativa autonomia, mas não de independência, porque,  o Secretário estado-unidense Henry Kissinger, judeu, os abandonou à sua sorte , em 1972, após os ter incitado à revolta contra Saddam Hussein já que as prioridades do actual império tinham  mudado entretanto. Comportamento muito habitual naquela criatura asquerosa a quem, incrivelmente, foi dado o Nobel da Paz .

EUA  que, tendo Ronald Reagan como Presidente, nada se incomodaram com o genocídio de curdos em 1987 e 1988  com gás venenoso pelo seu então aliado Saddam Hussein, que só se tornou um criminoso ditador a abater fosse como fosse quando decidiu negociar sem utilização do dólar o  petróleo do país .

As legítimas aspirações curdas têm sido joguete que vários países, com especial destaque para os EUA,  utilizam segundo os seus interesses  de momento e que, após terem tudo sob controle, agem como se aqueles milhões de pessoas não tivessem valor nem os compromissos que tomaram para com elas fossem mais que palavras de circunstância: como, infelizmente, se tem provado à saciedade que são.

Por isso, Fuad Hussein, alto membro do Governo curdo, lembra um dito do seu povo : "Os curdos não têm amigos para além das montanhas" e confiem muito particularmente nos peshmerga (palavra curda significando " Aquele que enfrenta a morte.").

Parafraseando o nosso grande poeta popular António Aleixo, até para se ser apátrida é necessário ter sorte...

40 comentários:

  1. O reconhecimento dos direitos do Povo Curdo nunca seria aceite pala Turquia, País da Nato e aspirante à UE. Daí ser tabu para o Ocidente.
    Abraço

    ResponderEliminar
  2. A Turquia , após todo este tempo, ainda acha que vai entrar numa U.E. agonizante?

    E, francamente, com Erdogan à frente não sei se seria boa ideia ...

    Bom ano :)

    ResponderEliminar
  3. Gosto muito das tuas apresentações de carácter histórico. Têm fundamento e perspectiva.

    Beijo grande

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gratissimo abraço pela simpática apreciação.

      bem hajas, amiga

      Eliminar
  4. Conflitos com a história!
    Um excelente ano com saúde.
    Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Conflitos que poderiam ser resolvidos , se não contasse mais o dinheiro e outros interesses que a dignidade das pessoas

      Obrigada, igualmente

      Eliminar
  5. Há muitos interesses cruzados em tudo isto e o teu texto deixa-os bem explícitos. Gostei.
    Uma noite tranquila, amiga

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deplorável a situação...

      Te agradeço muito o amável apreço, amigo, e te desejo excelente noite

      Eliminar
  6. Triste realidade :(
    Beijinhos e boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Triste e também muito injusta ...

      Abraço e bom fim de semana :)

      Eliminar
  7. O sofrimento do povo curdo, que podemos testemunhar em imagens de uma brutalidade inqualificável, é uma afronta para qualquer pessoa de bem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Absolutamente de acordo, Pedro.

      Eliminar
  8. Uma realidade que nosso coração e razão...não entendem!
    Bj amigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ninguém decente entende, Maria da Graça...

      Beijinhos amigos :)

      Eliminar
  9. Um povo abandonado à sua sorte... E ninguém faz nada...
    Bom resto de semana, querida amiga São.
    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pior do que não fazer nada é utilizarem a situação despudoradamente como o fazem...

      Querido amigo, bom fim de semana :)

      Eliminar
  10. Infelizmente não são os únicos abandonados à sua sorte, depois de múltiplas promessas de dirigentes de países civilizados. Cambada!

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente, não!

      Uma tristeza ver milhões de pessoas à mercê da ambição de umas quantas execrandas criaturas...

      Beijinhos, linda, e fica bem !

      Eliminar
  11. História de um povo sem terra. Excelente texto que nos dá conta das injustiças contra os mais fracos, perpetrados uns quantos.

    Beijinhos

    Olinda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente, é drama conhecido e recorrente...

      Querida Olinda, grato abraço e feliz ano novo

      Eliminar
  12. Oi, São!
    E a Inglaterra também andou para trás com os judeus... Ninguém liga para os apátridas e por mais que acordos sejam feitos, eles não são respeitados. Acho tudo muito estranho, afinal, uma certidão de nascimento é a nota fiscal que o governo tem do cidadão e se todo esse povo se juntasse - não somente os curdos - formariam uma grande nação sem terra. Se pensarmos sob o ponto de vista filosófico, eles estão mais adiantados que nós no processo social, afinal, quem precisa de governo, que só nos tem como bem que lhe fornece verba através do pagamento de impostos que são cobrados na maioria das vezes injustamente e sem retorno. Está na hora desse povo sem pátria mostrar ao mundo que os limites territoriais são ilusões mantidas por uma minoria que quer ter o poder.
    Digo que John Lennon era um revolucionário e por isso foi morto - olha a teoria da conspiração! (rs*) Aquele que o matou foi apenas um bode espiatório para desviar a atenção do povo, pois veja a letra da música "Imagine":
    (...)
    Imagine que não houvesse nenhum país
    Não é difícil imaginar
    Nenhum motivo para matar ou morrer
    E nem religião, também

    Imagine todas as pessoas
    Vivendo a vida em paz

    Você pode dizer que eu sou um sonhador
    Mas eu não sou o único
    Espero que um dia você junte-se a nós
    E o mundo será como um só

    Imagine que não ha posses
    Eu me pergunto se você pode
    Sem a necessidade de ganância ou fome
    Uma irmandade dos homens

    Imagine todas as pessoas
    Partilhando todo o mundo

    Você pode dizer que eu sou um sonhador
    Mas eu não sou o único
    Espero que um dia você junte-se a nós
    E o mundo viverá como um só.

    Que um dia ainda exista um mundo sem fronteiras!
    :)
    Boa semana!!
    Beijus,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Teoria da Conspiração? Não sei se será...Essa designação é muita vez usada para desacreditar quem diz a verdade!

      Tudo quanto signifique separação entre os seres humanos é Maya.

      Minha amiga, um forte abraço e bom fim de semana

      Eliminar
  13. Ao completar 10 anos de blog
    não poderia deixar de agradecer pelo seu carinho amizade,
    e companheirismo.
    Uma década se passou quantas coisas aconteceram,
    quantos momentos vividos de pura emoção.
    O meu muito obrigada por fazer
    parte dessa década vivida...
    Seu carinho é muito importante
    que eu possa dar continuidade
    para seguir sempre em frente...
    um feliz e abençoado final de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um carinhoso abraço de parabéns, amiga !

      Eliminar
  14. Olá, São!

    Os grandes e poderosos do planeta nunca actuam em função de princípios morais: decência, honestidade, integridade, preocupação com os males resultantes dos actos causados a terceitos, "são algo a que se não podem dar ao luxo".Para eles, tal é aboslutamente indiferente - dum absoluto desprezo pelas muitas mortes que causam; que não sendo as deles mesmos e dos aliados mais próximos, é coisa que pouco lhes importa. Só tal mentalidade pode explicar os muitos milhares de mortos inocentes nos conflitos do Medio Oriente, mais a destruição causada, a miséria, o caos,o ódio instalado, o êxodo em massa de quem procura fugir de tal desgraça. Com consequências que se farão sentir em partes bem distantes do mundo…e que eles explorarão até ao tutano para justificar a continuação da mesma política: que pura e simplesmente consiste em fazer o que eles chamam, sem meias palavras, da defesa dos “seus interesses”.Ainda que eles se situem na parte do mundo oposta à sua…

    Abraço amigo; Bom fim de semana.
    Vitor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou em tpotal acordo com a tua análise, amigo.

      Infelizmente , esse cinismo causa uma espiral de violência cada vez maior e que ou me engano muito ou chegará a quem a provoca !

      Bom fim de semana e abraço amigo :)

      Eliminar
  15. Olá São! Gostei de ler o que escreveste sobre os Curdos. Causa-me sempre muita tristeza o que acontece com esse povo tão farto de sofrer...
    Um grande beijo, amiga

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Partilho essa tristeza, Graça, e fervilho de indignação relativamente às injustiças que nos asfixiam.

      beijinhos e bom fim de semana, querida amiga

      Eliminar
  16. A dor e o sofrimento marcam este povo e muitos outros neste planeta.
    Uns lutam por uma pátria enquanto outros lhes roubam a pátria dos sonhos,da justiça e da igualdade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma dor de alam o que se passa neste planeta, mey caro amigo...

      Não consigo aceder ao seu blogue.

      Saudações

      Eliminar
  17. ~ Uma situação semelhante à dos infelizes tibetanos.
    ~ Situações que destacam o papel avilltante da ONU.

    ~ ~ Uma homenagem justa, sincera e oportuna. ~ ~

    ~ ~ ~ Abraço amigo. ~ ~ ~

    ResponderEliminar
  18. Bem vinda !

    Tens razão, amiga, é uma situação semelhante, mas acho a dos curdos pior ainda...

    ONU é uma organização fantoche , infelizmente !

    Abraço de matar saudades e bom serão, Majo :)

    ResponderEliminar
  19. Até para se ser cão é preciso ter sorte - é bem verdade!

    Gostei de ler este teu apanhado sobre o destino dos Curdos. Obrigada, São!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Si, até ma infelicidade é necessária uma estrelinha ...

      Grato beijo

      Eliminar
  20. Enquanto a soberba, o Poder de decidir, o juízo de julgar, estiverem concentrados nos mais da Terra, este tormento continuará em Povos numerosos e em minorias esquecidas.



    Beijos


    SOL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente, amigo, tens toda a razão!

      Abraço e boa semana

      Eliminar
  21. Gosto muito dos posts que acrescentam algo ao meu conhecimento. Conheço alguma coisa dos curdos mas apenas o que é mais atual, o que vem mais a lume.
    Nem sequer consigo imaginar como há gente, povos inteiros a viver como se fossem peças de xadrez que são jogadas conforme a "inteligência" do jogador do momento!
    Ah, Mundo!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma tragédia tremenda para as pessoas que são joguete de interesses de criaturas sem escrúpulos, amiga.

      Abraço grande...e que o Mundo melhore!

      Eliminar

"BENVEGUT AQUÈL QUE NOS VEN MANS DEBÈRTAS"
(Saudação Cátara)

Arquivo do blogue