terça-feira, janeiro 20, 2015

CITAÇÃO - NASSIM N. TALEB


18 comentários:

  1. Um pensamento com muita profundidade mostrando quanto somos limitados.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois ainda bem que concordamos...

      Tudo de bom

      Eliminar
  2. Basta comparar as reacções ao que aconteceu em França e na Nigéria.
    Ponto final.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida, algo que acho vergonhoso!

      Já Eça focara esta verdade num romance dele.

      Eliminar
  3. Concordo com o Pedro Coimbra... ele disse tudo... nao se precisa dizer mais nada...

    Beijos, São...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Somos os três a pensar igual, minha querida.

      Abraço forte :)

      Eliminar
  4. ~ A conclusão de uma mente brilhante.
    ~ Pessoalmente, explico este facto constatando que a reacção da classe média continua fortemente influenciada pela comunicação social.

    ~ ~ ~ Abraço amigo. ~ ~ ~
    ..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que tens razão, porque nos atentados de Paris foi um clamor em todos os sítios, mas quanto à Nigéria,,,nada!

      beijos e abraço, linda

      Eliminar
  5. O que o povo português muito bem tarduziu num adágio popular( piumenta no cú dos outros é refresco) e explica bem a razão de não nos impressionarmos com o que se passa na Nigéria e regirmos emocionadamente ao ataque de Paris.
    Um bom resto de dia, amiga.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O ser humano, realmente, é muito complexo e pouco solidário por vezes.

      Dorme bem e acorda melhor, amigo.

      Eliminar
  6. Um pensamento bem pertinente!
    Bela escolha São...bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E totalmente correcto...

      Bons sonhos, Maria da Graça :)

      Eliminar
  7. Costuma dizer-se "o que não se vê não se sente". Ora, como a comunicação social faz uma cobertura exaustiva de alguns factos, em detrimento doutros, somos mais sensíveis aos que nos metem pelos olhos dentro.
    Caso idêntico ao primeiro caso citado; é-nos mais próximo. Depois, quem poderia acabar com a fome, não está minimamente interessado. E por aqui me fico, amiga São.
    BJO

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma vez num dos jornais regionais com quem colaborei durante anos , publiquei um artigo que focava isso.

      Infelizmente, nada mudou!

      Querida, dorme repousadamente

      Eliminar
  8. Quem tinha muita classe era a Paula Bobone, até ensinava-a na universidade, creio eu.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa é uma figurinhas da nossa praça...

      Eliminar

"BENVEGUT AQUÈL QUE NOS VEN MANS DEBÈRTAS"
(Saudação Cátara)

Arquivo do blogue