sexta-feira, outubro 12, 2012

PENSAMENTO MEU

42 comentários:

  1. Absolutamente de acuerdo...Que buena frase amiga, cuanta verdad.
    Besos.

    ResponderEliminar
  2. Bienvenido, amigo mio.

    Quanto me agrada que concordes comigo!

    Estreito abraço, Rodolfo.

    ResponderEliminar
  3. Perdoar, sempre que possível.

    Eu nem sequer desejo mal a quem mo fez ...e já me fizeram muito, infelizmente!

    Mas esquecer, jamais!

    Um abraço grande, Lilá

    ResponderEliminar
  4. Olá, São!

    Obrigado pela visita, e pela palavras de boas vindas - que souberam muito bem.

    E quanto ao ditado escolhido, concordo contigo: o perdão "vem do coração", enquanto o mal feito para sempre ficará no arquivo da mente - irremediavelmente...

    Abraço amigo; bom fim de semana

    Vitor

    ResponderEliminar
  5. Bem vindo : é muito agradável ver-te aqui de novo e espero que venhas sempre!

    De facto, é como dizes.

    Não há como apagar da memória nem as boas nem as más recordações.

    Perdoar ou, pelo menos, não odiar nem guardar rancor depende da grandeza de alma da pessoa, mas o resto não.

    Um abraço de matar saudades, amigo.

    ResponderEliminar
  6. mas São, enquanto não esquecermos a magoa está lá não perdoamos ela ainda tem raízes que mexem e magoam, desculpa amiga mas eu não sinto assim, não quer dizer que esteja certa mas é a minha forma de ver, mais ainda...de sentir
    beijinhos querida

    ResponderEliminar
  7. Não guardo rancor nem consigo sentir ódio, mas não esqueço nunca o que me fazem, tanto de bem como de mal.

    E pobre de quem me trair , não tem segunda oportunidade. E isso magoa-me, pois toda a gente merece tentar redimir-se, mas não sou capaz de ultrapassar a desconfiança que me fica.

    Bons sonhos, LINO

    ResponderEliminar
  8. Minha querida, digo-te a verdade: não desejo mal a ninguém que me magoou,sou incapaz de odiar, rezo por quem me feriu...mas esquecer , não!

    SE perdoar é esquecer, sou incapaz; se perdoar é não guardar rancor nem raiva, isso faço!

    LUNA,Uma das melhores coisa que me aconteceu na vida foi fazer psicoterapia porque assim me libertei e, assim, essas raízes foram arrancadas e consegui reconstruir a minha vida.

    Até porque encontrei também o caminho da espiritualidade e comecei a crer na reencarnação, na lei de causa-efeito,

    O que mais me desorientava era o não -sentido do que me aconrecia, mas agora sei que nada acontec por acaso e isso torna tudo mais fácil de suportar - embora haja momentos muito difíceis.

    Um fraterno abraço, minha amiga.

    ResponderEliminar
  9. rrrsss rrss rrrssss

    Pois são e é bom ter isso presente, até por questão de defesa, à qual temos direito

    Até sempre.

    ResponderEliminar
  10. Pois não .
    Perdoar sim , até para nosso bem estar .
    Quanto ao esquecimento , mesmo que nos convençamos que aconteceu , há sempre um lampejo , mesmo que inconsciente , que nos faz recordar .

    Um beijo , e bom fim de semana .

    ResponderEliminar
  11. Que grande verdade!

    Aquele abraço, minha amiga.

    ResponderEliminar
  12. Olá São:

    Quando esquecermos já nem precisaremos de perdoar...passa ao lado!

    Beijinho doce:)

    ResponderEliminar
  13. Querida Sao, frase preciosa como tu alma.

    Un beso.

    ResponderEliminar
  14. Minha Boa Amiga São,
    Regressado de férias prolongadas no Alentejo eis-me confrontado com o seu Pensamento com o qual compartilho inteiramente consigo!
    Beijinhos amigos.

    ResponderEliminar
  15. OI SÃO!
    PERDOAR E ESQUECER NÃO SÃO SINÔNIMOS,
    SÃO CONSEQUÊNCIAS, POIS QUEM PERDOA DO FUNDO DO CORAÇÃO, ESQUECE...
    ABRÇS

    zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

    ResponderEliminar
  16. Perfeitamente de acordo: eu posso perdoar algo que alguém me tenha feito mas jamais esquecerei....

    BEIJOOOOOOOOOOOOOOOOOOSSEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE

    ResponderEliminar
  17. Minha linda, ainda bem que concordamos.

    Feliz semana.

    ResponderEliminar
  18. Tens a razão do teu lado.

    O perdão, o não guardar rancor , o não odiar é até mais positivo para nós do que que para quem nos magoou.

    Mas esquecer , é impossível, pois, como muito bem dizes, de repente acontece qualquer coisa que nos gtraz à memória o que aconteceu.

    Bem hajas, MARIA!

    ResponderEliminar
  19. Fico contente por concordares, ANA.

    Boa semana, linda

    ResponderEliminar
  20. Agradável ter a tua companhia, ROSA!

    Abraço grande

    ResponderEliminar
  21. MEU DOCE AMOR, é possível perdoar e nem sequer desejar mal a quem nos magoou.

    Esquecer é impossível, porque - às vezes inesperadamente - algo acontece que te faz recordar o que aconteceu.

    Além disso, não esquecer é também um modo de defesa. E nós temos o direito à defesa!


    Boa semana, linda

    ResponderEliminar
  22. Muchas gracias por tua simpatia, querido RICARDO.

    Bem hajas!

    ResponderEliminar
  23. Caro LUÍS, bem vindo!

    Folgo com o facto de concordar comigo.

    Esperando vê-lo sempre aqui, lhe desejo feliz semana.

    ResponderEliminar
  24. Bem vinda , ZILANI!

    Garanto-lhe que consigo , de coração, não guardar nem rancor nem desejo de vingança a ninguém.

    E, pode crer, passaram pessoas pela minha vida que mereciam que as odiasse, coisa que sou absolutamente incapaz de fazer.

    Mas esquecer, não Até porque isso implicaria , acho, desrespeito por mim e por quem sempre me apoiou nas horas tristes.

    Não posso tratar de igual modo comportamnetos desiguais.

    E, além do mais, temos direito à defesa. Não posso confiar numa pessoa que me magoou como confio numa pessoa que me ajudou.

    Um abraço grande

    ResponderEliminar
  25. Olá São,
    bonito e verdadeiro pensamento!
    Boa semana!

    ResponderEliminar
  26. Obrigada, Rui!

    Feliz semana também para si, rrss

    ResponderEliminar
  27. Eu perdoo por vontade própria.
    E esqueço porque me esqueço de quase tudo...
    Um pensamento complicado...
    São, tem uma boa semana.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  28. El perdón ennoblece el corazón y nos llena de ilusión.

    Un abrazo.

    ResponderEliminar
  29. Olá São,

    Exatamente, assim.
    Não são palavras sinónimas, digo-lhe mesmo, que para mim são antónimas.
    Só perdoo o que, de facto, esqueço.

    Beijos, com estima.
    Mila.

    ResponderEliminar
  30. É verdade amiga São.

    Eu perdoo sempre porque quero muito ser perdoada.
    Esquecer só quando as mágoas são provocadas por alguém que não amo e então esqueço tudo TUDO DE VEZ!

    Beijossssss

    ResponderEliminar
  31. Sim, amiga, é mais fácil olvidar as coisas desagradáveis infligidas por quem se não gosta, tens razão.

    Quanto às criatuars que me têm magoado, a única coisa que lhes desjo é arrependimento e toda a distância de mim!

    Bom resto de dia,

    ResponderEliminar
  32. Querido NILSON, a vida é ela mesma complicada, por veezs...

    Uma noite serena para ti

    ResponderEliminar
  33. Assim é , RAFAEL, o perdão enobrece-nos a alma e enche o coração de paz!

    Abrazos

    ResponderEliminar
  34. Ainda bem que concordamos.

    Serena noite, CARLOS

    ResponderEliminar
  35. Bem vinda, amiga!

    Para mim esta situação é complexa.

    Das pessoas que me magoaram só pretendo a máxima distância e rezo em sua intenção para terem luz e remorsos.

    Não lhe desejo mal, mas jamais esqueço. Mas também nunca esqueço o bem que me fazem e isso favorece a pessoa se, por acaso, depois acontece algo menos agradável.


    Serena noite, MILA

    ResponderEliminar
  36. Concordo, São! Por mim, nem uma coisa nem outra. Passo a explicar: esquecer, raramente esqueço porque tenho muito boa memória e porque ... sou Carneiro! Perdoar também não porque acho, por princípio, que o perdão, tal como a vingança, é para os deuses...

    (Olha que eu não sou de Filosofia, sou só de Germânicas.... eh! eh! eh!)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  37. rrss rss

    Gracinha, verdadeiramente ...eu fico confusa com esta do perdoar, sabes?

    Como é que eu posso perdoar de coração ao tipo com quem estva casada e de quem , às tantas, passei por amante?! Uma falta de respeito destas alguma vez se pode esquecer?! Francamente, acho que não!

    Não desejo mal , não odeio, não guardo rancor...mas estas criaturas ficam marcadas para o resto da vida, isso não posso impedir!

    Serena noite , linda.

    ResponderEliminar

"BENVEGUT AQUÈL QUE NOS VEN MANS DEBÈRTAS"
(Saudação Cátara)

Arquivo do blogue