quarta-feira, outubro 17, 2012

DIA CONTRA A POBREZA


"Se for eleito, irei para além das medidas da Troika."


"Só podemos sair desta crise, empobrecendo o país."

As duas frases são de Pedro Passos Coelho: a primeira em período eleitoral, a segunda já como Primeiro-Ministro do actual Governo PSD/CDS.


"Este Orçamento de Estado para 2013 é inegociável. Quem o recusar está a recusar o Memorando com a Troika. Não temos nenhuma margem de manobra."

Vítor Gaspar, ministro das Finanças


Para cumprir os desígnios governamentais  e depois de  Portugal ter cumprido rigorosamente - e até ultrapassado -  todos os requisitos exigidos pela troika , eis como se encontra  actualmente o país:

- Existem trezentas mil pessoas sem nenhum rendimento.

- Portugal é cada vez mais o país  onde o fosso entre ricos e pobres é o maior da Unão Europeia.

- Em Quarteira , a escola recusa almoço a crianças , cuja famílias não pagaram a mensalidade alimentar(cerca de trinta euros) e obriga-as a estarem sentadas ao lado das colegas enquanto estas almoçam. Uma das funcionárias quis pagar o almoço  de uma das crianças , mas não lhe foi permitido. Presumo que Nuno Crato promova Conceição Bernardes a sua Secretária de Estado.

- Existem milhares de pessoas desempregadas.

- O Governo e acólitos insultam a população portuguesa e manda-a emigrar.

- Todas as previsões de Vítor Gaspar falharam ,não sendo atingida nenhuma das metas propostas.

Com esta situação calamitosa e mesmo após o reconhecimento pelo FMI de erros no  efeito da austeridade sobre a economia, eis o que Passos Coelho e Paulo Portas pretendem impor à população portuguesa:

- Redução do subsídio de morte para metade.

- Maior penalização fiscal e de cortes nas reformas do que nos activos.

- Redução em todos os subsídios: doença, desemprego.

- Corte de mil milhões de euros na Segurança Social.

- Corte de cento e sessenta milhões de euros em Educação.

- Despedimento de dez mil funcionários públicos, correspondendo a uma diminuição de 2%.

- Não renovação de 50%  de contratos a prazo no Estado.

- Aumento de electricidade, gás e água.

- Privatizações  a alta velocidade e ao desbarato.

- Alteração no IRS de oito para cinco escalões.

- Sobretaxa de 4% no IRS.

- Corte nas deduções com despesas de educação e saúde.

- Aumento do IMI.

- Aumento dos combustíveis.

- Reforma aos 65 anos na Função Pública.

-20% da população são os mais sobrecarregados com os impostos.

- 35%  de aumento da carga fiscal.


E eu , que desde o início do ataque à União Europeia por essa sacrossanta entidade chamada Mercados, me sinto grega, pergunto:

- Afinal, para que serviu sermos o bom aluno, se não temos nenhuma margem de manobra?

- Porque razão continuamos a seguir uma política de austeridade que não deu nenhum resultado positivo e que o próprio FMI reconheceu prejudicial?

- Porque temos nós que respeitar a Comissão Europeia se Durão Barroso afirma com todo descaramento que só os Governos dos países são os responsáveis pela austeridade? E não nos foi dito que seria muito bom para Portugal ser um português o Presidente da Comissão Europeia?

- Porque motivo o Governo só cumpre a parte do Memorando que visa o Trabalho e não mexe a sério na parte que toca nas receitas excessivas, nas PPPS e afins?

Seria bem mais honesto - e até caridoso - se Pedro Passos Coelho , Paulo Portas e todo aquele bando de crápulas que os rodeiam ,nos  encostassem contra uma parede em frente de um pelotão de fuzilamento.

Mas como estamos em regime de contenção de despesas, eu até sugiro aos nossos inteligentes e iluminados  governantes e apêndices que nos atirem do alto de uma falésia sobre o mar.

Assim poupariam as balas!

38 comentários:

  1. ¿Qué sistema es este que manda a la pobreza a un tanto por ciento tan amplio de la población?
    Besos, querida amiga.

    ResponderEliminar
  2. E o que eles poupariam nas reformas uma vez que já somos um país de velhos! :-((

    Abraço

    ResponderEliminar
  3. Minha querida,

    A lucidez do seu texto me entristece. É triste sentir e perceber a realidade social de países que sofrem pelos descaminhos do poder e das crises que massacram cidadãos de bem.

    Muito bom passar por aqui. Saudades de você. Muitos beijos.
    Genny

    ResponderEliminar
  4. Ás vezes a São nas suas colocações escreve sobre a fome...último post. Devo-lhe dizer que nem sequer no tempo do Salazar havia fome. Havia era necessidades.
    Por exemplo, os meus avós, algarvios que vieram para Lisboa melhorar a sua vida, tinha três filhas todas elas domésticas, uma delas a minha mãe que também nunca trabalhou que depois de casar me deu vida e educação. Só não tirei um curso superior porque não quis. O meu pai era operário. E o meu avô barbeiro. Nunca passámos fome.
    O que eu quero dizer com isto é que se criaram demasiadas ilusões e expectativas nas pessoas criadas pelo regime criado no 25 de Abril de 74. Não quer dizer com isto que defenda o regime do Estado Novo.
    Uma coisa é não gostar do actual governo e das suas medidas, e outra coisa é combatê-lo com tiradas demagógicas com a questão da fome. Fome existe em África e outros países da Ásia.
    Cumprimentos.

    ResponderEliminar

  5. Querida São

    Fez bem em lembrar-nos aqui que hoje é o dia internacional contra a pobreza.
    Muita miséria há realmente por este mundo fora. Para lá caminhamos também se as coisas continuarem a ter o desenvolvimento que estamos todos a ver...

    Bj

    Olinda

    ResponderEliminar
  6. Mas depois não poderiam comer os peixes alimentados pelos pobres!
    Abraço

    ResponderEliminar
  7. As questões que levanto são iguais às tuas e sinto uma tristeza enorme ao pensar no futuro .


    LUIZ

    ResponderEliminar
  8. acho que nem dinheiro para o cartão do pobre vamos ter
    beijinhos

    ResponderEliminar
  9. .

    .

    . com sorte . este cartão não terá anuidade . até que se lembrem .

    .

    . um beijo são .

    .

    .

    ResponderEliminar
  10. No próximo ano teremos o Dia Nacional de Erradicação da Classe Média.
    Quanto ao parlapié dos nossos governantes, o melhor é nem me pronunciar...
    Uma noite feliz

    ResponderEliminar
  11. Este sistema é o que pretende implantar a Nova Ordem Mundial através dos grupos secretos onde se encontram os donos das obscenas fortunas, que dão o verdadeiro Poder e mandam nos políticos.

    Uma excelente noite, PEDRO.

    ResponderEliminar
  12. Ah, sim...e ainda teriam essa vantagem.

    Olha só a alegria que o Duarte , actual chefe da Juventude do PSD, sentiria!!

    Sonhos agradáveis, ROSA

    ResponderEliminar
  13. Indignemo-nos hoje e sempre, que a mansidão não leva a lado nenhum! E quando nos condenam o futuro, tendo nós uma única vida, temos mais que razões para isso...

    Bons sonhos!

    ResponderEliminar
  14. Minha linda, a mansiadão do povo portugès não é tanta como apregoam: no século passado foram assassinados D. Carlos e o filho, Sidónio Pais, dois políticos importantes e houve a famosa camioneta que numa noite percorreu Lisboa e de que foram mortos ocupantes.

    Será bom que o presente Governo - e a União Europeia - não encham demasiado o balão senão rebenta-lhes na cara. E mais cuidado ainda com o que se passa em Espanha!

    Sonhos agradáveis.

    ResponderEliminar
  15. Foi com tristeza que li seu texto
    ninguém que fala a mesma linguá ficaria alegre com tanta verdade que dói muito para uma nação.
    Nunca imaginei até nas escolas cortes de alimentação para filhos de pais que não pode pagar isso é tirania.
    Um abençoado final de semana beijos,Evanir.

    ResponderEliminar
  16. Assim estamos, dranaticamente sofrendo .

    Porque temos que pagar a dívida , sem dúvida, mas não que viver quase ao nível da escravidão e é isso que estes nossos governantes actuais estão fazendo ao país.

    O Governo foi eleito para defender o povo e está pondo a população em último lugar na lista das suas prioridades!

    Um grato abraço, amiga minha.

    ResponderEliminar
  17. GENNY, minha amiga, que alegria vê-la aqui!

    Lhe agradeço muito a solidariedade, pois Portugal está sofrendo um dos piores e mais dramáticos momentos da sua História de séculos.

    E quem deveria ter governado bem, não o fez. E quam nos deveria defender , não faz!


    Para cúmulo nos acusam de termos vivido acima das nossas possibilidades e eu não fiz, assim como milhões de outras pessoas!!

    Um apertado abraço de matar saudades.

    ResponderEliminar
  18. Fiquei sem saber o que dizer, querida amiga.:(((

    Xi coração (tão inquieto como o seu)

    ResponderEliminar
  19. Esperemos que o povo, enfim, acorde porque isto não pode continuar.
    Abraço do Zé

    ResponderEliminar
  20. Melhor será

    resistir às balas

    Passa bem

    ResponderEliminar
  21. Sem dúvida....e bem podes ter a certeza de que o farei.

    Bons sonhos, amigo meu

    ResponderEliminar
  22. Penso que sim, que será bom acordar e que Cavaco também deixe de ressonar.

    Um abraço, ZÉ POVINHO

    ResponderEliminar
  23. Minha menina linda, Portugal está a bater no fundo e não há ninguém que o defenda: Cavaco é uma múmmia que enm fala sequer ao país e o Governo está mais interessado em agradar à trooka ...

    Um abraço apertado e tristye, amiga

    ResponderEliminar
  24. CARLOS II, a situação em Portugal está tão má que nem é necessário utilizar a demagogia.

    Além disso, não sou nem nunca serei demagoga , populista e coisas desse tipo.

    Ainda bem que a sua família nunca viveu o drama da fome. Mas pode ter a certeza absoluta de que houve , sim, quem passasse fome no Estado Novo e quem passe agora também.

    Não comparo , de maneira alguma , a situação de Portugal (da União Europeia) com África ou Ásia.

    E era mesmo a África que me queria referir no post anterior , particularmente porque sabemos que muita da ajuda alimentar que para lá é enviada nem chega a quem deveria chegar porque pura e simpleemente é vendida por funcionários corruptos.

    Pensei que seria perceptível a mensagem implicita, mas como , afinal, não foi já lá está perfeitamente exposto o meu pensamento.

    E, se não se importa, para a próxima faça-me a justiça de não me julgar capaz de golpes baixos para atacar quem quer que seja, sim?

    Até sempre.




    ResponderEliminar
  25. OLINDA, querida, a pobreza alastra pelo mundo fora e aqui em Portugal, com o presente Governo CDS/PSD que em vez de nos defender de troika - embora tenha que cumprir os objectivos, claro - defende os interesses estrangeiros, irá ser bem pior, sim.

    Um grande abraço

    ResponderEliminar
  26. Ah, pois é...esqueci-me disso, LINO!

    Tudo de bom

    ResponderEliminar
  27. Em democracia , há sempre saídas. Só que este desvario está pondo em perido os regimes democráticos e, consequentemente, o futuro!

    Um abraço, LUCIANO.

    ResponderEliminar
  28. LUIZ, se estas criaturtas tivessem alguma noção de História e um pingo de senso não tomariam as medidas irresponsáveis que estão lançando milhões de pessoas na miséria!

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  29. É muito provável que tenhas razão, amiga!

    Bons sonhos, LUNA

    ResponderEliminar
  30. rrrsss rrrsss Que tenhas razão, meu amigo, que não se lembrem também de cobrar anuidade !

    Bons sonhos, PAULO.

    ResponderEliminar
  31. Acha mesmo que a classe média ainda resiste mais um ano, CARLOS?!

    Bons sonhos.

    ResponderEliminar
  32. Olá, São!

    Muitos de nós, se não "morrermos à forme",vamos certamente morrer de tristeza e angústia.Eu já não suporto ver mais debates e mesas redondas, notícias confrangedoras a todo o momento e em todo o lado.
    Isto já mais parece um velório duma morte anunciada...em que nunca esperei ter que participar.

    Olha, o melhor, mesmo, para quem conseguir... é tentar ocupar-se com algo de que goste, para distrair,nem que seja a fazer de conta...

    Bom fim de semana; abraço.
    Vitor

    ResponderEliminar
  33. Bem vindo, amigo.

    Não psso deixar de concordar contugo.

    O Ocidente está a afundar-se de uma maneira cofrangedora e a União Europeia(que nunca o foi politicamente) está a desfazer-se aos bocados , pelo que o Prémio Nobel que agora recebeu me parece ter sido dado a nível preventivo.

    É muita pena que a nossa geração tenha que passar por todas estas amargas experiências.

    Mas tanho a certeza de que haverá mudança pois a situação está a ficar insustentável, o que é próprio da transição de ciclos da Terra que estamos actualmente vivendo.

    Sim, que cada qual pricure refúgio no que lhe é mais agradável...mas que não deixe de resistir!

    Um abraço apertado.

    ResponderEliminar
  34. Uma vergonha! Uma tristeza! Um desconsolo! Nunca me senti tão assustada, tão amedrontada! Subscrevo este teu texto quase a 100%. Em vez de nos atirarem a nós do alto de uma falésia, somos nós que temos de os atirar todas essas luminárias (não iluminados) do governo. Filhos da mãe!!!

    ResponderEliminar
  35. Gracinha, estas criaturas vão ter que sair seja como for!

    Não há hipótese de destruirem o país por completo ; Passos e Gaspar estão isolados, cercados.

    Portas deixa passar o Orçamentp 2013 , mas estou convencida e que não irá continuar muito tempo no Governo.

    Aliás, a humilhação de RElvas e Coelho a rirem à gargalhada nas costas dele enquanto Honório Novo o
    confrontava com a carta que enviara aos militantes do CDS - entre outras - não passam em branco, de cereteza!

    Cavaco, ainda que muito a contragosto, vai ter que agir!

    Entretanto, nós vamos denunciando e lutando.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  36. É um cartão útil para viajar na CEE (ainda lhe chamo CEE, como ando a escrever sobre os anos 80, ainda estou nessa).

    ResponderEliminar
  37. E estás bem, porque União Europeia no sentido político nunca existiu, pois foi simplesmente uma manta de retalhos(mal) alinhavada pela moeda única e que agora se está desfazendo.


    Bom fim de semana

    ResponderEliminar

"BENVEGUT AQUÈL QUE NOS VEN MANS DEBÈRTAS"
(Saudação Cátara)

Arquivo do blogue