domingo, novembro 08, 2009

"SONHO"




Sonho desenhar-te a azul
No deserto da minha vida branca


Sonho beber-te os olhos
Na sede das emoções abertas


Sonho repousar-me ao som da tua voz
Na tempestade das angústias desatadas


Mas o tempo escoa-se sem pausa
E o sonho seca de mágoa


SÃO

36 comentários:

  1. um sonho... como te entendo, xará!
    acaba "seco"
    bom domingo (já que chove...)
    beijinhos

    ResponderEliminar
  2. ...e bem seco, linda, eu diria até MIRRADO!

    Aqui até o tempo está seco,

    Um grande abraço e beijinhos às tuas princesas lindas e também ao Vicente.

    ResponderEliminar
  3. Um poema muito belo e cheio de lucidez "o tempo escoa-se sem pausa
    E o sonho seca de mágoa"
    Um beijo, São.

    ResponderEliminar
  4. Querida São!
    Faço eco às suas palavras, mas como eterna sonhadora que sou, deixo-lhe votos que se revertam sempre para lindas realizações!
    Afinal são os sonhos que nos move...
    Beijos minha amiga!
    Lindo domingo, seco ou molhado... risos!

    ResponderEliminar
  5. Vindo de quem escreve tão bem quanto tu, é um enorme elogio, que agradeço muito.

    Felicidades, GRAÇA.

    ResponderEliminar
  6. Minha querida HELÔ, me faz lembrar o doce poeta da serra da Arrábida, isto é, Sebastião da GAma:"Pelo Sonho é que Vamos..."

    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  7. Minha querida São, nem sei levar as hortênsias comigo. se reparares nunca coloquei coisas no blogue desde o inicio, mas hoje e sendo para a Soledade, eu iria lá por junto, mas nem sei como fazer...essa copia, aí está. sou naba no que diz respeito ao pc...se explicares ou antes, vou falar com a minha estrelinha que me ajuda nessas andanças. Obrigada pelo carinho com a Sol, ela merece tudo de melhor.. e tu emreces também, um abraço apertado de ternura..obrigada, amiga..laura

    ResponderEliminar
  8. Linda, clicas sobre a fronteira da foto e aparece uma lista de opções, aí clicas em "Guardar como..." Depois, quando escreves o texto, vais lá buscar.

    Se não fui muito clara, peço desculpa...mas é que também sou ignirante internética!

    Um abraço fraterno para ti e toda a minha solidriedade para a Soledade.

    ResponderEliminar
  9. Seco ou não, mas o sonho tem que continuar. Como a própria vida.
    Um beijo!

    ResponderEliminar
  10. São bonito poema, mais penso que nele há muito do que pôde ser e não foi.

    Boa semana

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Mas ainda sonhas?

    LUIZ

    ResponderEliminar
  12. Não, amiga, não aceito!
    Vindo de ti, NÃO!
    O poema é muito bonito, mas o último verso precisa ser alterado.
    O sonho não pode secar, NUNCA!
    Não deixes, pleaseeeeeeeeeee.

    Beijo
    Mariazita

    ResponderEliminar
  13. São,

    Belo poema! mas... que o sonho não seque, nunca!

    um sorriso :)
    mariam

    ResponderEliminar
  14. obrigada pelos beijinhos aos meus "doces"...
    tens uma prendinha lá no meu cantinho... vai buscá-la e segue em frente!
    beijinhos

    ResponderEliminar
  15. *
    se o sonho
    prolonga a vida . . .
    vai para além ... do além,
    ,
    entendo-te . . .
    ,
    sonhadas brisas, dixo,
    ,
    *

    ResponderEliminar
  16. Qué bello texto, querida amiga.
    Que tengas una feliz semana.

    ResponderEliminar
  17. Estimada e Brilhante Amiga:
    Que belo e soberbo sonho de encantar, entre mágoas, dores e uma sensação de desencanto maravilhosa, onde a angústia é constante por ser metafísica de doçura. Ternura.
    "...Sonho repousar-me ao som da tua voz
    Na tempestade das angústias desatadas


    Mas o tempo escoa-se sem pausa
    E o sonho seca de mágoa..."

    Excelente.
    Um poema lindo.
    Beijinhos de pura amizade.
    Sempre a respeitá-la pela imensa significação de precioso valor e de capacidades poéticas grandiosas e fabulosas.

    pena

    MUITO OBRIGADO pela honra que me dá na sua amizade.
    OBRIGADO!
    Bem-Haja, amiga grandiosa.

    ResponderEliminar
  18. Meu querido amigo, por vezes o sonho fica sem folhas, mas a raiz vive...

    Boa semana, OLIVER.

    ResponderEliminar
  19. Meu estimado DESI, a minha vida já teve tanta coisa, que , de facto, também passa por aí, sim.

    Fuerte abrazo, AMIC.

    ResponderEliminar
  20. A contragosto, a contragosto...

    Fica bem, LUIZ

    ResponderEliminar
  21. Minha linda, a gente nunca deixa de sonhar , mas cansa ver todos os sonhos desfeitos, sabes?

    Obrigada pela força, MARIAZITA.

    E que a tua semana realize muitos dos teus sonhos.

    ResponderEliminar
  22. Bem vinda, MARIAM.

    O sonho não seca de vez...mas fica quase só na raiz


    Uma boa semana.

    Sabe que não consigo comentar no seu espaço?

    ResponderEliminar
  23. então que o sonho se concretize...

    Boa semana, SERGINHO.

    ResponderEliminar
  24. Minha linda, o desafio vai para o Compagnon de Route, que é o esapço dedicado a tudo isso.

    Um abtraço grande, GAIVOTINHA.

    ResponderEliminar
  25. Ai, amigo POETA, "o sonho comanda a vida" e " pelo sonho é que vamos!", mas por vezes é duro , pois mais parecem pesadelos...

    Um abraço a cheirar a sal.

    ResponderEliminar
  26. Muchas gracias, amigo mio.
    Un fuerte abrazo, PEDRO, e semana feliz.

    ResponderEliminar
  27. Pena, meu querido amigo, é uma das pessoas deste mundo internético que eu gostaria ainda de conhecer ao vivo,de verdade.

    Um abraço cheio de gratidão pela sua amabilidade inesgotável, que muito me orgulha.

    ResponderEliminar
  28. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  29. que os sonhos nunca sequem! são o "alimento" da vida...

    gostei muito do poema. de um lirismo cativante...

    beijo

    ResponderEliminar
  30. Acho que me tenho esquecido de sonhar... deve ser uma face oculta do momento.

    ResponderEliminar
  31. Vindo de alguém com a tua enorme qualidade de escrita, esse é um elogio que meuito me honra.

    Bem hajas, meu caro HERÉTICO.

    ResponderEliminar
  32. Mas não o esqueça de todo, TÀXI, pois os sonhos fazem mover o mundo.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  33. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  34. De coração, agradeço a generosidade!

    ResponderEliminar

"BENVEGUT AQUÈL QUE NOS VEN MANS DEBÈRTAS"
(Saudação Cátara)

Arquivo do blogue