quarta-feira, abril 27, 2022

terça-feira, abril 19, 2022

POESIA : JAIME PORTELA (24/3/2022)

 Não quero perder

o chão que respiro contigo,

porque não há outro.

Faz um bordado atraente

na tua blusa,

tapando os presságios do abismo

que a tua dor atrai.

Compreenderei os sinais

e acrescentarei

um laço garrido ao teu olhar.

De contrário,

para que sobrevivas,

cairei antes de ti no teu abismo.

quarta-feira, abril 13, 2022

HAIKU DE MASAOKA SHIKI

 Um pirilampo  voando sozinho.

Será que confia

na sua própria luz ?


quarta-feira, abril 06, 2022

CITAÇÃO : MARCELO REBELO DE SOUSA




"As democracias são sempre imperfeitas.

 Só as ditaduras se consideram perfeitas."



domingo, abril 03, 2022

SALGUEIRO MAIA, CAPITÃO DE ABRIL

 Fernando José Salgueiro Maia nasceu em Castelo de Vide em 1/7/1944 e morreu a 3/4/1992 em Santarém. Completam-se assim trinta anos sobre a sua morte.


Para mim, encarna o verdadeiro espírito da Revolução dos Cravos que derrubou a Ditadura de Salazar - Caetano .


Como todas as pessoas frontais e independentes, teve problemas e enfrentou situações desagradáveis.


Cavaco Silva, que desprezo visceralmente, concedeu a dois elementos da PIDE uma pensão , invocando os bons serviços prestados. Porém recusou-a a Salgueiro Maia, demonstrando mais uma vez  nunca ter morrido de amores pela Democracia nem ser democrata e só se ter aproveitado oportunisticamente do regime instaurado após o 25 de Abril de 1974.


Salgueiro Maia disse uma vez : "Não se preocupem com o local onde será enterrado o meu corpo, mas sim com quem pretende enterrar o que ajudei a construir" (estou citando de cor).


Temos , sim, que estar em alerta para que as forças de extrema-direita e similares, infelizmente em crescendo a nível mundial, não sufoquem novamente os nossos direitos e lancem a tragédia sobre as nações.


Aqui fica a minha humilde homenagem a uma das pessoas que mais admiro em toda a História portuguesa.


Paz e Luz !






Arquivo do blogue