terça-feira, janeiro 10, 2017

MÁRIO SOARES (7/12/1924 - 7/1/2017)



Mário Soares foi enterrado hoje.

O funeral teve  honras de Estado. Mereceu essa distinção, sem dúvida alguma.

Discordei bastantes vezes das suas decisões e não esqueço nem os defeitos nem os erros. Especialmente, o derradeiro , aquele que dividiu a Esquerda e fez Portugal suportar Cavaco Silva como Presidente da República, pois tirou o tapete a Manuel Alegre e a hipótese de  segunda volta naquelas eleições presidenciais.

Estou-lhe, no entanto, grata pela luta que nunca deixou de travar a favor da liberdade ; pelo respeito que sempre mostrou até por quem dele discordava em qualquer campo e pela coragem, até física, com que defrontou adversários e obstáculos.

Essa gratidão e respeito abrange também Maria de Jesus Barroso , pois sempre foi um pilar e um apoio em todas as tristezas, lutas e dificuldades do seu marido. 

Dói(-me) ler certos comentários a transbordar ódio e ressabiamento mesmo nesta hora.

Compreendo a amargura de pessoas despojadas de tudo, menos da vida. Sei o choque de ver a sala superior do aeroporto da Portela (Lisboa) a abarrotar de crianças e adult@s sentadas no chão esperando a nossa ajuda.

Porém, não aceito festejos de morte , principalmente quando nos lembramos de outras descolonizações bem menos "exemplares "  e algumas , sangrentas ;  das condições em que a nossa se realizou e da maneira como quem veio das colónias foi integrado num país pequeno e pobre como o nosso.

Paz e Luz para Mário Soares ! 

24 comentários:

  1. A nossa descolonização podia ter sido muito diferente. Se tivesse sido feita no final da segunda guerra ou no início dos anos 50. É uma estupidez pensar que depois do 25 de Abril, havia condições para continuar a mandar a nossa juventude, lutar por uma causa que foi o ponto de partida para o 25 de Abril.
    Soares, fez muitas coisas bem feitas e também algumas asneiras.
    Mas só não as faz, quem não se mete nelas.
    De qualquer modo entre umas e outras o saldo é bastante positivo.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga, subscrevo totalmente o seu lúcido comentário.

      Abraço forte

      Eliminar
  2. Os erros mais tremendos, nem foram esses
    Os erros mais tremendos, nem são reconhecidamente erros

    Foram decisões, que marcaram o País que somos e a Democracia que temos

    Para os objecticos que traçou
    Soares nunca errou

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, também teve algumas decisões que não foram as melhores.

      Eliminar
  3. Errou...acertou...lutou...agradou...desagradou e ninguém lhe tira um lugar na nossa História!
    Hoje um ser igual a tantos...a quem se dirá...Paz à sua alma!!!
    Bj e eu simpatizo com ele!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo de todo: foi alguém com muitas responsabilidades e como ser humano que era fez coisas boas e outras que nem tanto.

      Grande abraço , Gracinha

      Eliminar
  4. Subscrevo, praticamente, tudo o que escreveste. Destaco este trecho teu "Porém, não aceito festejos de morte , principalmente quando nos lembramos de outras descolonizações bem menos "exemplares " e algumas , sangrentas ; das condições em que a nossa se realizou e da maneira como quem veio das colónias foi integrado num país pequeno e pobre como o nosso."
    Relativamente aos comentários a que te referes, fiquei tão irritada, sobretudo com pessoas que julgava informadas, dotadas de bom senso e respeitadoras que, hoje, mesmo que por pouco tempo, nem me apeteceu andar pelo FB.
    Acompanhei quase tudo pela RTP3.
    Bjinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda encantada com a tua foto de Ivo ao colo (Deus o proteja!), devo dizer-te que fiquei chocadissima com o facto que referes e que desisti de ler comentários.

      Como é possivel que alguém escreva num livro de condolências: "Já vais tarde!" ?!

      Eu também acompanhei pela RTP 3 na maior parte do tempo.

      Abraço caloroso

      Eliminar
  5. Soares foi um ser humano.
    Como todos os seres humanos tinha defeitos e virtudes, fez coisas acertadas, outras erradas.
    Nem santo nem diabo.
    Um homem.
    Que repouse em paz

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como o Pedro diz, onde assino?

      Eliminar
  6. Quer se goste ou não o que é certo é que perdemos o ultimo grande politico português, um politico de nível mundial.
    Um abraço e boa semana.
    Andarilhar


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exactamente.Já tínhamos perdido Cunhal(com o qual nunca concordei nem em quem nunca votei)e agora desapareceram de vez os grandes e verdadeiros políticos, ficando só os aprendizes de feiticeiro.

      Beijinho e tudo de bom

      Eliminar
  7. Bela homenagem, São! A descolonização foi a possivel para que não houvesse mais derramamento de sangue; como diz a n amiga Elvira as negociações p a independência deveriam ter começado muito antes e tudo correria melhor; não as fizeram e depois teve de ser tudo muito mais rápido. As pessoas não respeitam a dor dos familiares e padece que tem prazer em falar só do que foi mal feito. Não há perfeição no mundo e os homens fazem parte dele; são imperfeitos, mas há que valorizar o que fazem de bom e n o contrário. Obrigada pela homenagem que fizeste a um Grande Senhor. Beijinhos
    Emilia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A tontice é tão grande que agora também comparam as fotos dos funerais de Soares e Cunhal!! Isto faz sentido?! Para mim, não!

      Grato abraço pela tua simpatia e feliz final de semana

      Eliminar
  8. Concordo contigo, São. Todos os portugueses devem muito a Mário Soares. Não há espaço para a mesquinhez...
    Um beijo, amiga.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Subscrevo totalmente.

      Considero chocante a onda de raiva que varreu as redes sociais.

      Beijinho e bom final de semana

      Eliminar
  9. Subscrevo na totalidade a sua opinião, as suas palavras!
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grato abraço e feliz final de semana, Rui

      Eliminar
  10. Respostas
    1. Grato abraço e feliz fim de semana, Manuel

      Eliminar
  11. Que la tierra le sea leve.
    Un beso, querida amiga.

    ResponderEliminar
  12. Ojalá!

    Besos, querido amigo mio

    ResponderEliminar
  13. Tinha que ler o que escreveste , para dizer ... concordo .


    Beijo , São ,
    Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grato abraço e feliz semana, Maria !

      Eliminar

"BENVEGUT AQUÈL QUE NOS VEN MANS DEBÈRTAS"
(Saudação Cátara)

Arquivo do blogue