sexta-feira, junho 13, 2008

"A CATEDRAL"


" A CATEDRAL" é a versão em livro do blogue
onde o advogado Salvador Vaz da Silva contou a diário a sua luta contra vários tumores malignos nos pulmões e no cérebro.
Como acompanhei assiduamente o espaço ao longo de muitos meses, posso testemunhar da importância que a vontade de viver e a esperança têm na recuperação de uma doença terrível como esta.
Aliás, como quem viu ontem a "Grande Entrevista" de Judite de Sousa , com o autor,pode também confirmar.
A aquisição pode ser efectuada através de
O livro custa sómente 13 euros, pode ser enviado pelos CTT - com portes pagos pela editora. A verba destina-se ao Instituto Português de Oncologia.
A quem comprar , o meu agradecimento.
Fiquem bem!

33 comentários:

  1. Bom Dia São.
    Sem querer defender o Salvador, devo dizer-lhe que penso que o autor não informou ninguém pessoalmente. As informações foram aparecendo no blog, bem como o pedido de que quem auisesse ir ao jantar o msnifestasse até determinado dia no blog. Pelo menos foi assim que eu e mais duas amigas ficamos sabendo. Outras terão sabido antes por alguns dos amigos dele, mas de qualqur modo tudo foi tratado no blog. Talvez que a São não tenha ido ultimamente ao blog, por causa da viagem e das férias.
    Desculpe-me eu não tenho nada com este assunto, a não ser dizer-lhe que se houve outra maneira, eu não tive conhecimento.
    Eu tenho um livro autografado, só porque pedi à Branca que ia estar presente, que mo comprasse e lhe pedisse o autografo. Depois a Branca enviou-mo do Porto por correio.
    Um abraço e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  3. ELVIRA
    Não tem nem que defender o Salvador nem que me dar explicações.
    Se , por puro acaso, ele achar que mereço uma explicação, pois a dará.
    Eu deixei de ir ao blog porque a certa altura, doi dito que deixaria de funcionar e eu despedi-me formalmente.
    Espero , muito sinceramente, que O Salvador- tal como quem enfrenta qualquer tipo de sofrimento - encontre alívio e que Deus o proteja.
    Abraço , amiga.

    ResponderEliminar
  4. BRANCAMAR
    Agradeço a informação!
    Mas se há coisa que faço é dizer o que penso á própria pessoa.
    Se o Salvador , por alguma motivo, contactar comigo, pois também serei capaz de pedir desculpas publicamente. Aliás, como ele ontem disse no seu interessantíssimo depoimento, quando soube do diagnóstico foi esclarecer coisas que tinha pendentes com determinadas pesoas. Deve, penso, compreender então que lhe faça saber que não gostei muito da maneira como as coisas correram.
    Como já disse à Elvira, eu deixei de ir ao blog porque a certa altura o Salvador informou que deixaria de estar presente, tal como agora informa que vai abrir outro espaço.
    Assim sendo, despedi-me desejando que tudo corresse bem e ninca mais lá voltei senão agora.
    Por isso, penso que não estou errada de todo.
    Mas como já lhe transmiti o que me pareceu e atendendo à tua chamada de atenção, retiro o reparo.
    Feliz fim de semana.

    ResponderEliminar
  5. Sensível Amiga São:
    Um post lindo como a sua intenção linda.
    Uma lição majistral e impressionante de vida que tudo faz deslumbrar.
    São poucos estes casos.
    Admiro quem os põe em prática.
    Geralmente, costuma-se ficar pelo reconhecimento da doença sem forças para a debelar e ultrapassar.
    Só de si, GIGANTESCA amiga.
    Desejo felicidades a este Senhor pela luta, pelo fervor postos nela e pela forma como a compreendeu e o fez reagir admiravelmente com coragem, força e determinação exemplares.
    Brilhante, amiga!
    Sempre a lê-la encantado.
    Beijinhos de estima forte e imenso respeito.
    Parabéns pela mensagem de uma vida.


    pena

    ResponderEliminar
  6. SAlvador é, de facto, uma lição de vida!
    Os meus fraternos agradecimentos , meu caro amigo e colega.
    Feliz final de semana.

    ResponderEliminar
  7. *
    são
    assisti á entrevista,
    vou divulgar por outras vias,
    ,
    bem hajas
    ,
    *

    ResponderEliminar
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  9. Afundei-me no por do sol
    quando o disco vermelho
    se enterrou no horizonte.
    Mergulhei com ele a lua não me viu chorar.
    Meu corpo petrificou-se
    e uma funesta janela se abriu
    no majestoso pulsar da terra.
    Quando os teares do vento se acalmaram
    e a luz da alma voltou
    esfreguei os olhos e renasci diferente.

    Encontrei finalmente a voz,
    as palavras que me faltavam
    e comigo carreguei as quatro estações.

    A saudade é filha do mundo
    que agora viaja cansada
    nos tempos dentro de mim.
    Sempre que chegar sem avisar
    e quiser ocultar-me a luz
    vou pisá-la de pés nus.


    Desta maneira me penitencio pela ausência mas fica a promessa de um regresso em breve. Até lá e porque a amizade não tem ausência desejo um óptimo fim-de-semana na companhia de quem mais desejar.

    ResponderEliminar
  10. Obrigada , Nazareno!
    Abraços estelares.

    ResponderEliminar
  11. BRANCAMAR
    Minha linda, EU NÂO MINTO e ainda consigo interpretar o que leio...
    Gosto sempre muito de te aqui encontrar, sabes isso!
    Hoje já é a segunda vez e fica-te bem essa vontade de defender uma pessoa.
    Foi pena que na altura da combinação para o jantar , não te tivesses lembrado de me alertar e uma só vez bastaria para tal.
    Feliz fim de semana.

    ResponderEliminar
  12. EFENETO
    A minha gratidão pela oferta de mais um belíssimo poema.
    De facto, a amizade com algum peso e qualidade resiste à distância, acho.
    Feliz fim de semana também...e em óptima companhia.

    ResponderEliminar
  13. Permitem-me?
    Obrigado.

    Antes do mais, deixem-me rectificar um pormenor irrelevante. Não foi jantar, mas almoço.

    Está um calor do caraças (sorrindo) o que não facilita os grandes textos, ou a leitura deles.

    Só quero perguntar se as minhas queridas amigas não se importam de aliviar a tensão.

    Poderão dizer: mas o que é que este gajo tem a ver com isto?

    De facto não tenho mas, há sempre um mas, custa-me ver gente boa do vosso quilate cinco estrelas (aliás, dez) numa "manifestação" quase de faca afiada (continuando a sorrir).

    Queridas amigas.
    Ponham um ponto final na questão.
    Ninguém quis, nem quer, magoar ninguém.
    Toda a gente envolvida, de uma forma ou de outra, na Catedral, é demasiado boa para ... coisa nenhuma.

    Tenho dito.

    Aceitem um beijinho e, se me responderem, não me batam muito.

    Ciao!

    ResponderEliminar
  14. Agradeço-lhe !!
    Por mim, o assunto está mais que encerrado.
    E o que realmente importa é que o Salvador está bem!!
    Ao resto, a gente sobrevive.
    Bem haja!

    ResponderEliminar
  15. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  16. São
    O teu último comentário diz tudo minha amiga,"o importante é que o Salvador está bem" é ele que merece o prémio, que neste caso é a vida.
    Abraço Amiga

    ResponderEliminar
  17. Ontem pude ver a entrevista concedida por Salvador a Judite de Sousa!
    Não conhecia o caso, devo confessar, mas fiquei muito feliz e ao mesmo tempo muito impressionada pela forma como Salvador encarou a doença e como tudo e todos foram importantes para a sua cura!
    O querer e o "crer" sao fundamentais e, ele deu-nos uma enorme lição de vida!
    Bem-haja, Salvador, e que Deus o proteja por toda a sua vida e a todos quantos o ajudaram!
    Com muito carinho, também para a São.
    Obrigada pela visita.

    ResponderEliminar
  18. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  19. Me apunto la recomendación. ¡Buen fin de semana!

    ResponderEliminar
  20. BRANCAMAR
    Renovo votos de fim de semana agradável.
    Fica bem.

    ResponderEliminar
  21. POESIA NO POPULAR
    Sim que a vida sorria aquem luta por ela.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  22. AILIME
    Agradecida pela visita.
    Bem haja!

    ResponderEliminar
  23. VASCOG
    Quando não fizer afirmações descabidas, responder-lhe ei.
    E já agora siga o conselho de Brancamar: teria sido melhor informar-se antes de debitar o discurso que aqui deixou.
    Boa noite.

    ResponderEliminar
  24. PEDRO OJEDA ESCUDERO
    Pois fazes bem, amigo.
    Bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  25. Miguel Tonnies13/06/08, 23:05

    São,

    Entristeceu-me, muito, o que escreveu. Continua a entristecer-me a sua posição "enquistada", de quem não quer ver que, se calhar, não teve razão..

    Foi Sua a única intervenção dissonante naquele mar de solidariedade espôntanea. E o motivo, convenhamos, é "pequenino", indigno, parece-me, de uma pessoa defensora de grandes causas como penso que é.

    ResponderEliminar
  26. A si respondo, porque teve o cuidado de não chegar aqui com juízos de valor sem sentido algum e a roçao o grosseiro.
    A ver se me faço entender: eu acredito que é dever de qualquer pessoa ajudar quem se encontra em dificuldades. Sem esperar nada , como é evidente.
    O que se passou é que durante meses eu passei diariamente pelo blog, escrevendo ou não.
    A certa altura , foi-me de todo ímposssivel manter esta assiduidade e quando voltei, o que o Salvador tinha em post era que a sua presença ali já não seria muito frequente, mas que as pessoas poderiam, se o desejassem, continuar por ali mais um tempo
    Como o meu objectivo era o de estar próximo do Salvador, acabei por apresentar uma despedida formal.
    A partir dessa data(que não sei precisar, mas foi há muito tempo) nunca mais lá voltei, até porque fiquei convencida de que se o livro fosse publicado alguém passaria pelos blogues , informando.
    De repente, fico a saber de todas as actividades que ocorreram.
    Posso não ter razão, mas senti-me algo magoada.
    E se reagi assim foi só porque lamento muito ter perdido a oportunidade de saudar ao vivo todas as pessoas que se empenharam no apoio ao Salvador . E, com maioria de razão, de não lhe ter podido dizer directamente a ele quanto admiro a sua coragem e a usa força de viver.
    Foi pena que nenhuma das pessoas que hoje aqui vieram por este motivo, não se tivessem lembrado de vir antes.
    Para mim, o caso está terminado e volto a dizer: o mais importante é que aquilo que a Catedral se propôs se atingiu: a cura do Salvador.
    Fique bem.

    ResponderEliminar
  27. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  28. Tal como agradeço a Salvador a lição de vida, agradeço também a oportunidade que me está a ser dada de conhecer (ainda) melhor o ser humano e a sua complexidade.
    Que Deus te ilumine e proteja.

    ResponderEliminar
  29. COMO CONSIDERO O TEMA ENCERRADO , TODOS OS FUTUROS COMENTÁRIOS SOBRE O MESMO SERÃO A PARTIR DE AGORA APAGADOS, COISA QUE ME DESAGRADARIA SER OBRIGADA A FAZER.

    Boa tarde!

    ResponderEliminar
  30. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  31. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  32. Adorei que tivesses postado esta informação.
    Todos deveríamos conhecer este caso como exemplo do que pode a força de vontade.
    Eu vi a entrevista.
    Obrigado pela tua informação.
    VOLTAREI BREVE
    FERNANDO PEIXOTO

    ResponderEliminar
  33. Quem agradece sou eu.
    A casa está às ordens.
    Abraços.

    ResponderEliminar

"BENVEGUT AQUÈL QUE NOS VEN MANS DEBÈRTAS"
(Saudação Cátara)

Arquivo do blogue