terça-feira, novembro 20, 2007

INJUSTIÇA

Viva!

A injustiça é algo com que me é impossível lidar, de todo.

Não concebo nem de perto nem de longe como é possível a tanta gente conseguir ficar queda e muda face a situações de uma injustiça gritante!

Não aceito que existam pessoas encarceradas em Guantanamo há anos, sob pretexto de serem terroristas.

Eu, que não tenho choro fácil, já explodi em pranto de raiva, de dor , de fúria , quando me enfrentei com situações de injustiça flagrante , em que há ali , nitidamente, má-fé e prepotência!

Por esse motivo, me solidarizo sempre com pessoas vítimas de manobras vergonhosas para que não recebam aquilo que lhes é devido, seja a nível material ou outro.

Quero agradecer-vos, muito sinceramente a pronta e solidária resposta que deram à Flávia, através de mim.

Espero agora decisão de sua mãe relativamente às acções a concretizar:
» Envio de mensagens de protesto para Embaixada e Ministério da Justiça do Brasil.
»Abaixo-assinado a entregar a quem de direito.

Quando tiver a orientação de Odele Souza, vos informarei.

Deixo-vos a estupenda interpretação de Gilbert Bécaud, Monsieur 1000 volts, em "L´Orange" , defendendo-se também ele de uma acusação injusta.

http://www.youtube.com/watch?v=4sRZ6t8IYso


Para vós, a minha sentida gratidão!

57 comentários:

  1. E eu estarei sempre ao pé de ti quando ouvir a tua voz.

    ResponderEliminar
  2. E eu te ficarei eternamente grata por isso! Assim que souber como , trago a Pala!
    Abraços.

    ResponderEliminar
  3. Mais vale, de certo, mil criminosos na rua que um inocente preso....não digo o contrário. Porém, a sua generosidade de espirito não lhe permite ver a floresta. Se lhe disser que um cabeça rapada pesando cem quilos está na rua pontapeando um negro de sessenta quilos irá pensar, ou talvez não, que será um racista nazi agredindo um preto....mas se lhe disser que o branco está careca devido a tratamento e que apanhou o negro a violar a sua filha de dois anos dirá, ou talvez não, que percebe que o esteja a pontapear ainda que não concorde ser a melhor solução...
    vem isto a propósito da maneira como simplifica as coisas...não é tão simples como põe...em guantanamo não estão inocentes ou culpados...vitimas ou agressores...está o medo de alguém que teme o que pessoas conseguem fazer...porque há pessoas que se atiram de avião contra duas torres e matam inocentes aos milhares em nome de deus... que castram mulheres, que as condenam a lapidação, há gente que não pode andar de cabeça destapada, ouvir musica, escrever, ter uma ideia original...há gente que estoura comboios com inocentes, esses sim...Entende?...de facto a ordem do mundo mudou...podemos ganhar a luta pelo bem contra este tipo de armas?...isto é, tome lá o advogado...a lei paar se defender e depois do outro lado o ataque imoral, desumano, sem olhar a meios...tivesse eu perdido os meus filhos em madrid...ou nas torres... ou a mulher castrada...enfim... o que impera em guantanamo é o medo...
    um abraço

    ResponderEliminar
  4. Não precisamento de ir para tão longe , com injustiças aqui tão perto, quando não á porta de casa
    Saudações amigas

    ResponderEliminar
  5. Ola Linda amiga
    Veja que es uma mulher maravilhosa de um coraçao de ouro...
    So um coraçao puro faz tamanha acçao...
    Sem duvidas que tenho imenso prazer em te ter como amiga.
    Desejo te um lindo final de noite
    Deixo te um Big kiss
    xoxox
    M@ri@


    Ps ja te linkei espero que nao te importes...

    ResponderEliminar
  6. Vamos lá a ver se me consigo explicar, porque já percebi que a falta de estar frente a frente,do tom de voz e de um verdadeiro conhecimento do/a interlocutor/a dá azo a mal-entendidos.
    Longe de mim, defender (ou sequer tentar justificar) a barbaridade que neste momento se vive em muitos países islâmicos.
    Nunca, mas nunca entendi como se pode matar em nome de Deus ...por isso não aceito as Cruzadas, a Inquisição.
    Agora, o que me parece errado na actuação de Bush é usar os mesmos métodos que diz reprovar, além de nos ter mentido. Aliás, como nos mentiu o político português que afirmou ter visto provas !!!
    Se sou democrata, se defendo os direitos humanos , então não vejo como posso raptar, humilhar, bombardear, torturar, promover golpes de estado como o que afundou o Chile numa ditadura sangrenta durante anos!!
    Se quem está em Guantanamo merece ser castigado, que o seja...mas não pode, acho, é estar preso infinitamente.
    Venha sempre!

    ResponderEliminar
  7. MARIA:
    Agradecida , muito mesmo, pela tua compreesão.
    Desejo-te sinceramente, tudo de bom!
    A casa é tua!

    ResponderEliminar
  8. C. VALENTE:
    Penso que toda a injustiça deve ser combatida, esteja ela onde estiver e seja cometida contra quem for!
    Cumprimentos!

    ResponderEliminar
  9. não se pensa que não tenha bom senso e que não condene o que está errado...o que se quer expor neste caso é, simplesmente, a ideia de que neste momento as regras do jogo mudaram...por exemplo se lhe perguntarem se é a favor de que se mate dirá que não...mas se lhe perguntarem: - E em legitima defesa...dirá que sim ( ou talvez não...mas penso que que dirá sim)...Ora neste caso de guantanamo o terror é tal...( imagine que começam a estourar comboios em campanhã ou no Rossio...ou a morrerem pessoas com o antrax...ou a caiorem aviões na torre de um qualquer hospital e talvez diga ou reconheça que as regras mudaram e que é preciso cedermos um pouco da nossa liberdade... eu não sei a resposta...apenas digo que não devemos ser tão lineares na acusação... falamos de gente que sequestra 30 pessoas inocentes e estas sim temos a certeza que são inocentes e degolam meia duzia na televisão...em guantanamo poderá haver inocentes não sei...terão direito a serem julagados e a defesa?...terão em proporção com o dever de respeitarem os inocentes?...não sei....
    Um abraçov

    ResponderEliminar
  10. Parabéns São; o seu esforço foi impressionante.
    Boa sorte...

    ResponderEliminar
  11. Simpática e terna amiga:
    Sim! Acredito que a pureza e ternura que lhe vai no seu doce coração se revolte e se indigne com a justiça. Vê-se que é uma pessoa de bem. Sincera. Justa! E, isso, é magnífico, acredite?
    É por isso que passo sempre aqui.
    Tem uma surpreendente concepção da vida e da situação desigual como tratam pessoas inocentes e violentados da liberdade sem justa causa.
    Alio-me ao seu deslumbrante e lindo ser, sentir e pensar.
    Parabéns por ser assim.
    Beijinhos Grandes de amizade e muita estima.
    O sempre +presente aqui pelo encanto

    pena

    ResponderEliminar
  12. O respeito pela vida humana deve ser uma responsabilidade social em toda a parte.
    Pena é que sejam os governantes e os poderosos (à nossa custa!)os primeiros a não a respeitar e a promover a alienação, o obscurantismo, o fanatismo e o terrorismo.
    Pois deixariam de ser poderosos e de usar as suas armas, se semeassem valores humanos e culturais, valores de respeito pela vida, numa constante anulação de fanatismo politicos ou religiosos.
    A violência gera violência; a fome e a injustiça, gera revolta.
    E quanto a terrorismo, se eu tivesse nascido por exemplo no Iraque,(ou noutro país) e com uma ofenssiva militar, de guerra e destruição americana(ou de outro país) perdesse inocentemente toda a minha família: Transformar-me-ia num santo, ou num "terrorista" (ou vingador!)

    Abraços

    ResponderEliminar
  13. VICENTE:
    Estamos ambos, acho, de acordo.
    A resposta até foi mais para quem pudesse aparecer e , de repente, fizesse uma leitura que não correspondesse ao que eu quis transmitir, percebe?
    Em Guantanamo o que eu condeno é o fcto de terem pessoas presas há anos em condições que não me parecem ser muito adequadas e sem solução à vista. Se há culpados, que sejam condenados, se há inocentes estão a sofrer horrores sem justificação alguma.
    Trta-se, penso , de uma questão de justiça e não de vingança. Que é aquilo que, talvez erradamente, me parece haver muitas vezes nos E.U.A.... Como é possível terem a pena de morte?! Aplicada, por vezes, dez ou qinze anos após a sentença? É isto pedagógico e humano? Eu considero que não!
    E, para terminar, o Ocidente, se quer conservar a sua autoridade moral, não pode ter dois pesos e duas medidas!
    Terrorismo é sempre terrorismo, seja de Estado seja outro!
    Um abraço!

    ResponderEliminar
  14. OUTONODESCONHECIDO:
    Muito comovida estou com a sua generosidade!
    Venha sempre!

    ResponderEliminar
  15. Ainda bem que temos pessoas como tu, dedicadas aos outros.:)

    Infelizmente, parece que o que está errado é ser honesto, amigo,ser puro.

    Beijos e mimos

    ResponderEliminar
  16. PENA:
    Muito grata por me achar melhor do que aquilo que, infelizmente, sou!
    A casa é sua!
    Uma abraço grande.

    ResponderEliminar
  17. MIMO-TE:
    Bem vinda!
    Quando se tem 58 anos e se conhece muito bem o sofrimento e se viu muitos casos complicados(sem se poder fazer grande coisa, às vezes), acaba-se por não se ficar indiferente à dor alheia.
    E já que a organização católica "Leigos para o Desenvolvimento" me disseram friamente que só aceitam "jovens até aos 40 anos como voluntários"... na Net, que eu saiba ainda há a liberdade de tentar ajudar sem que a idade seja um entrave.
    Te espero sempre!

    ResponderEliminar
  18. JOSÉ FARIA:
    Assino por baixo, se me permite.
    Ouvi ontem, no "Prós e Contras"-R.T.P., uma brilhante intervenção de António Costa e Silva no sentido de alertar para a necessidade de conhecer o Outro, neste caso os países cuja força começa a aflorar.
    E, como disse aí atrás, não há um terrorismo "bom" e outro "mau". Há um só, que se caracteiza pela crueldade, pela cobardia e pela injustiça!
    É contra este estado de coias que sempre levantarei a minha voz!!
    A casa está ao seu dispor!
    Fique bem!

    ResponderEliminar
  19. São,

    A injustiça é algo que acontece, e está além da nossa capacidade de raciocínio.

    Mas, por existirem pessoas como você, exista a Esperança.

    E isso não é ilusão!
    Aplausos para ti!

    (a)braços querida :)

    ResponderEliminar
  20. Olá São, solidarizo-mecontigo em tuas revoltas. e qualçquer coisa é só gritar.
    Grande abraço.
    João Costa Filho

    ResponderEliminar
  21. A injustiça se engrandece quando é um estado de direito quem a produz. É o caso dos EE.UU em Guantánamo e tantos outros estados que não duvidam em burlar suas próprias constituições para conseguir uns fins que geralmente são econômicos.
    Por desgraça a justiça não é cega, tem os olhos bem abertos para defender os interesses do poderoso capital.

    Graças por fazer-nos pensar querido São.

    Forte abraço

    ResponderEliminar
  22. Um abraço querida...nunca seremos demais...

    ResponderEliminar
  23. Eu sei o que sente. E nao ha desculpas de forma alguma.
    O mundo bao mudou. O Terror esteve sempre presente.
    E concordo que nada pode ser desculpa para os "Bushes" do nosso tempo. Seja ele invadir outras Nacoes, com fundamentos falsos ou passar por cima das leis, para se proteger do Terrorismo.
    Apareca no http://confortablewitness.blogspot.com e saiba o que penso sobre terrorismo.
    Estou completamente solidaria consigo.

    ResponderEliminar
  24. Injustiça também é uma coisa que me deixa fula da vida.
    Mas graças a pessoas como você e às que frequentam este blog vejo que ainda temos esperança de que as coisas mudem.
    Bjos

    ResponderEliminar
  25. LAMPEJO:
    Muito grata pelas suas palavras e imprescíndivel apoio.
    Um abraço!

    ESPELHO DE SOMBRAS:
    Pode ter acerteza de que ouvirá o grito e agradeço a sua disponibilidade!
    Abraços.

    ResponderEliminar
  26. DESI:
    Disseste exactamente aquilo que penso, isto é, eu até posso perceber que uma pessoa perca a cabeça e faça um disparate para se vingar ( embora a vingança nada resolva...); mas um Estado de Direito tem que respeitar a Lei, por muito que isso custe.
    Noblesse oblige!!...
    Muito te agradeço a companhia.
    Besos.

    ResponderEliminar
  27. AMIGONA:
    Pois , estás correcta, nunca seremos em demasia. Conto contigo e agradeço-te!
    Abraços.

    TAGARELAS M:
    Lá irei ler o seu pensamento...e ainda bem que estamos do mesmo lado!
    Abraço.

    KARINA:
    Tens razão, podemos (tentar) fazer a diferença...e ainda há mais pessoas como nós, felizmente : hão-de aparecer, mais tarde ou mais cedo. Só questão de tempo!
    Beijos.

    ResponderEliminar
  28. Na realidade, temos grande dificuldade em lidar com a injustiça que existe neste mundo. Mas não temos outro remédio senão tentar reduzi-la e ultrapassá-la com a nosssa revolta.

    ResponderEliminar
  29. Viva São. Foi muito bom ver o seu empenhamento neste caso. Em princípio dia 16 de Dezembro, dia do vigésimo aniversário da Flavia haverá uma blogagem colectiva, sobre ela e a injustiça de que é vitima. Entretanto propus outra acção e aguardo resposta da D. Odele.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  30. Será que sofrer - por si e pelos outros - é o destino dos justos?

    Será que «vermos» o que milhões não vêem - e outros não querem ver - se pode tornar numa dor insuportável e numa revolta caudalosa?

    Será que só o sangue vinga o sangue?

    Será?

    ResponderEliminar
  31. RUI CAETANO:
    Concordo consigo!
    Obrigada pelo apoio!
    Abraço.

    ResponderEliminar
  32. ELVIRA:
    Que bom termos comunicação por telepatia: tinha pensado no mesmo.
    Contamos uma com a outra , não é?
    Abraço!

    ResponderEliminar
  33. MONTECRISTO:
    As tuas palavras fizeram-me pensar. Como sempre.
    O sofrimento dos justos , por vezes, é mais sentido pelos outros do que por si, como também e tão bem sabes.
    Não creio que só o sangue resolva as coisas: os ensinamentos do Cristo assassinado estão no coração de milhões de pessoas e sáo vividos no dia a dia; Buda deixou um rasto de paz e há quem o siga; Ghandi libertou a Índia das garras inglesas sem entrar em guerra!
    LUTEMOS!!
    Grande abraço para ti!

    ResponderEliminar
  34. O respeito pelo ser humano é crucial e funtadamental independentemente das ideologias,raças...
    Está espelhado mais uma vez o teu coração maravilhoso neste post.
    Bjs Zita

    ResponderEliminar
  35. ENTRE LINHAS:
    Grata pelas palavras e pelo apoio!
    A casa é tua!
    Abraço.

    ResponderEliminar
  36. Querida São, é para isso que existo, nem mesmo sei se existirei para outra coisa que não seja denunciar injustiças, gritar denunciar, barafustar, sempre com a luta a garra e a força de querer o bem para todos nós, continuarei até que me consigam calar, de vez!!! Pois eu não me calo, pressiono, exijo, cobro...

    Temos de fazer algo, temos de nos apoiar mutuamente, pois a luta é dura, cansativa e incauta.

    Beijos com amizade, do Beezz

    ResponderEliminar
  37. Se ao menos o problema de Guantanamo fosse tão simples de lidar...

    Parabéns, São, pela tua iniciativa. Uma grande beijoca para ti!

    ResponderEliminar
  38. Minha Querida São

    Haverá quem não se revolte com as injustiças quando elas lhes batem à porta? Não há! Há no entanto o egoísmo e esse é um grande defeito de que a massa humana peca. Combatamos, apelemos à solidariedade, à tolerância, desfaçamos este imobilismo genético que nos tolhe e faz com que cada vez mais olhemos apenas para o nosso umbigo. Vistas largas em mentes largas é do que este mundo precisa.

    Beijinhossss

    ResponderEliminar
  39. És dos meus mais queridos companheiros neste espaço da blogosfera e, por isso, quero comemorar o dia de hoje contigo, de uma forma especial.
    Hoje é o dia do "Olá". O dia em que internacionalmente se comemora o world hello day, num grito universal de unidade em prol da paz e da justiça. Quando te digo olá eu quero dizer tudo. Mesmo tudo. Mas sobretudo quero caminhar contigo em busca de pessoas que queiram caminhar.
    Olá!

    ResponderEliminar
  40. QUE NUNCA TE DOA A VOZ

    NEM O DISCERNIMENTO

    FORÇA

    ResponderEliminar
  41. mar.aravel@netcabo.pt21/11/07, 18:58

    Nunca dês a outra face

    é preciso não calar as injustiças

    Abaixo os indiferentes

    ResponderEliminar
  42. RAFEIRO PERFUMADO:
    Guantanamo não é de fácil resolução, mas não nos devemos deixar cegar pelo medo!
    Obrigada!
    Abraço!

    ResponderEliminar
  43. MAR ARÁVEL:
    A pior coisa é a indiferença, sim. Eu escreverei sobre isso qualquer dia destes.
    Agradeço a presença, que espero continuada.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  44. BEEZZ:
    Sim, temos que nos dar as mãos e gritar bem alto contra as injustiças...Todas as vozes são poucas!!
    Grande abraço!

    ResponderEliminar
  45. PUMA:
    Adoro felinos, solidários ainda mais!
    Volta!

    ResponderEliminar
  46. SILÊNCIO CULPADO:

    OLÁ!!

    ResponderEliminar
  47. SOPHIAMAR:
    Se não há quem não se revolte, então imita muito bem!
    Acreditas que alguns dos blogues não responderam ( se quiseres, identifico-os).
    Além disso, houve quem entrasse aqui( penso que por acaso puro) e nem se referisse à Flávia, despejando simplesmente a sua pretensão.
    Gosto de te ver aqui, sempre.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  48. Nada me deixa mais exasperado que a injustiça, praticada em mim ou em outrém. Na natureza, apenas o homem comete injustiças. Será porque é racional? Irónico!!!

    ResponderEliminar
  49. JG:
    Eu já tenho dúvidas sobre essa r
    racionalidade, com franqueza.
    Já reparou que o ser humano é o único animal que pode lutar entre si até levar a espécie à extinção?...
    Há outra coisa que também me aflige : a indiferença!
    Não sejamos indifrentes, portanto!
    Cá o espero.

    ResponderEliminar
  50. Bem São

    Tenho andado bastante ocupado com inúmeras iniciativas que temos cá pelo burgo.
    Por isso tenho andado pouco pela casa dos amigos.
    Sei que entenderás e depois de passar esta época as coisas voltarão ao lugar.
    Estou como sabes solidário contigo.
    As injustiças são sempre injustiças, venham elas de onde vierem.
    Fico à espera de nova sobre o caso da Flávia.
    Um grande abraço
    José Gonçalves

    ResponderEliminar
  51. JOSÉ GONÇALVES:
    Obrigada pela solidariedade, que já tinha como certa.
    Quanto a vires, para te ser muito franca , só te poderei dizer que gosto de ver as pessoas que aprecio todos os dias, mas compreendo perfeitamente a impossibilidade de isso acontecer...
    Grandabraço para ti, amigo!

    ResponderEliminar
  52. Bom dia minha linda amiga

    Passei para te desejar um dia cheio de muita paz e amor.

    Deixo te um Big Kiss
    xoxoxx
    M@ri@

    ResponderEliminar
  53. São, de facto uma pessoa sentir-se injustiçada e ser acusada de coisas que não fez, magoa e faz sofrer muito. Parabéns por abordares este tema. Um beijo

    ResponderEliminar
  54. M@Ri@:
    Obrigada, linda!
    Que tenhas um resto de semana muito bom!
    Beijos.

    ResponderEliminar
  55. GUI:
    Muito grata pelas palavras!
    A injustiça é um pecado capital!
    Te espero!

    ResponderEliminar
  56. A inxusticia nace moi rente do ser humán, amamantandose da nosa avaricia, da nosa concenza de ave de rapiña. Por iso hai que combatila coa solidaridade, da que ti eres a mellor embaixadora.
    Um forte abraço

    ResponderEliminar
  57. APÁTRIDA:
    Bem vindo, amigo!
    Agradeço o elogio, embora não o mereça assim tanto.
    Unha aperta forte.

    ResponderEliminar

"BENVEGUT AQUÈL QUE NOS VEN MANS DEBÈRTAS"
(Saudação Cátara)

Arquivo do blogue