terça-feira, abril 25, 2017

ABRIL, SEMPRE !

Jornal «Avante!» - Argumentos - O massacre de Aljustrel/i foi há 50 anos



Foi para acabar com a repressão , com a fome, com  a impunidade da PIDE (polícia política) e com massacres hediondos como o de Aljustrel ou assassinatos a frio como o de Catarina Eufémia (ceifeira de Baleizão) que foi feito o 25 de Abril de 1974.


Não podemos, infelizmente, dizer que está cumprido e que  o ambiente  no país é o melhor, porém o essencial foi conseguido e a liberdade é real.

VIVA ABRIL!

34 comentários:

  1. ABRIL, SEMPRE!

    Embora os cravos vermelhos precisem de água, senão murcham.

    Abraço-te, São, cantando contigo a canção emblemática de Zé Afonso...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. VIVA ABRIL !

      Sim, temos que os regar sempre, mas já estiveram mais murchos.

      Abraço fraterno , cantando "Grândola, Vila MOrena "

      Eliminar
  2. Pois, nunca será conseguido,
    o que se deseja na totalidade
    quase meio século percorrido
    com a nossa amiga liberdade.
    Que o povo não se deixe eludir
    com promessas de falsidade
    se é que quer continuar a sorrir
    com saúde, alegria e felicidade!

    Tenha um bom dia 25 de Abril em liberdade amiga São, um abraço,
    Eduardo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. VIVA ABRIL !

      Sim, os sonhos nunca se cumprem totalmente, mas o que temos já é muito bom.

      Abraço e boa quinta-feira, amigo Eduardo

      Eliminar
  3. Viva a liberdade! Viva o 25 de Abril!
    Um beijo, São.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. VIVAM, SEMPRE!

      Forte abraço, Graça.

      Eliminar
  4. E que a liberdade continue... e que a fome cesse...

    Beijos, querida São...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E as desigualdades minorem, já que não creio que desapareçam algum dia

      Minha querida , abraço forte e bom fim de semana

      Eliminar
  5. Respostas
    1. Viva a Liberdade!

      Abraço caloroso , Gracinha

      Eliminar
  6. É verdade que há ainda muito para fazer. Mas com a Liberdade por companheira, um dia chegamos lá.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A utopia nunca acaba e a perfeição não existe, além disso o pais partiu de longas décadas de atraso...
      Muito já fizemos

      Bom fim de semana e abraços

      Eliminar
  7. Mi muy querida amiga Sao.

    Digamos un NO rotundo a la represión y un SI a la libertad.

    Un fuerte abrazo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querido Ricardo, siempre SI a la libertad y siempre NO a la represion por supuesto

      Besos , amigo mio

      Eliminar
  8. Verdade, amiga, o essencial é uma realidade; também tudo o que, em si, simboliza e foi simbolizando nestes anos, deve ser preservado e alargado. E que seja uma bandeira a ser replicada em outras partes deste mundo...
    BJO :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Permites que assine ?

      Abraço apertado, amiga minha

      Eliminar
    2. Claro que sim. Ainda bem que vejo sempre os comentários nas postagens anteriores, já não me lembrava onde tinha escrito esta ideia!!! É que, nesse dia, tinha escrito um poema em que esta ideia era central. Já o publiquei no blogue.
      Bjinho :)

      Eliminar
    3. Por vezes isso acontece

      Beijinhos para ti teu menino :)

      Eliminar
  9. Não há comparação possível entre o Portugal de 24 de Abril de 74 e o actual.
    Só o podermos estar aqui a criticar o Portugal actual, o que ainda falta fazer, demonstra à saciedade essa diferença.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem razão, Pedro, só o facto de podermos escrever esta conversa justifica a alegria com que se celebra o derrube da ditadura.

      Bom fim de semana e semana feliz

      Eliminar
  10. Muito se fez mas ainda a "procissão vai no adro"!
    Viva ... sempre! Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, há muito ainda por fazer, mas não podemos esquecer que Portugal era dos países mais trasados da Europa , senão do mundo: a taxa de analfabetismo era enorme e e pobreza altissima, sem apoios de espécie alguma.

      Beijinhos

      Eliminar
  11. É verdade amiga São conquistou-se muita coisa, mas podíamos estar muito melhor se tivéssemos tido líderes à altura.
    Mas nunca pensei chegar a esta fase da vida e ter um filho com formação, desempregado.

    Um beijinho

    O Toque do coração

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. AS chefias portuguesas não foram as melhores, de facto, mas o mal é mundial.

      Qual a personalidade mundial actual que se destaca pela qualidade , pela honestidade , pelos valores? Não conheço nenhum , infelizmente.

      Quanto ao emprego,sabe-se há muitissimos anos a nível mundial que o mercado de trabalho não absorveria a maior parte de jovens com formação superior ... e ninguém com responsabilidades tomou medidas sobre tal assunto !

      Beijinhos e bom fim de semana

      Eliminar
  12. A liberdade cumpriu-se ( embora haja quem não saiba).
    A igualdade é que deixa muito a desejar.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sabem, pior para as criaturas !

      A igualdade , infelizmente, está, de facto, muito longe de ser a que devia....

      Beijinhos e bom fim de semana, Mina

      Eliminar
  13. Respostas
    1. Esperemos - e lutemos . que sim, pois o panorama mundial não é dos mais esperançosos, não.

      Abraço e bom fim de semana, Rui

      Eliminar
  14. Olá, foi para acabar com tudo que escreveu e com a injusta guerra nas colónias, os militares eram carne para canhão em beneficio de meia dúzia de famílias e empresas, os saudosistas ainda vivem na esperança que o tempo volte pata trás, inclui-se aquele que murou em Belém e os seus submissos.
    AG

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem vindo, António !

      Concordo totalmente com as suas palavras.

      Bom fim de semana

      Eliminar
  15. Olá São:

    Estive ausente, mas regressei.Concordo contigo.Pelo menos a liberdade...

    Beijinho doce

    ResponderEliminar
  16. É bom ver-te por aqui de novo.

    Abraço grande e viva a Liberdade!

    ResponderEliminar
  17. nos encontraremos nas avenidas do Futuro
    como hoje na memória desses dias!

    beijo

    ResponderEliminar

"BENVEGUT AQUÈL QUE NOS VEN MANS DEBÈRTAS"
(Saudação Cátara)

Arquivo do blogue