terça-feira, fevereiro 11, 2014

CITAÇÃO - ISABEL JONET


26 comentários:

  1. A solidariedade social está mesmo em risco

    A Jonets se multiplicaram exponencialmente

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está em risco porque o sonho de Sá Carneiro é, afinal, o pior pesadelo de todos estes anos de Democracia!!

      Jonet e companhia preferem a caridadezinha porque assim se podem vangloriar da sua excelência de alma e bondade de coração.

      Tudo de bom

      Eliminar
  2. Caridade - uma das três virtudes teologais.
    Não tem nada de mal se praticada com o devido respeito pela dignidade humana. Na mesma linha, a 'solidariedade social' também é uma coisa boa porque significa que como cidadãos assumimos as nossas responsabilidades
    em relação à comunidade onde estamos inseridos.

    O importante é não nos servirmos disso (da caridade ou da solidariedade social) para nos vangloriarmos.

    Uma muito boa noite, querida São.

    Bj

    Olinda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Assino por baixo!

      bem haja, querida Olinda!

      Eliminar
  3. A grande diferença é que uma é um penso rápido.
    A outra é a cura da doença.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Penso que o melhor seria não existirem pessoas a necessitar de apoio.

      Acho que uma não exclui a outra, mas se tivesse que optar, escolheria a solidariedade social pela razão que aponta e porque a comunidade deve ser responsável pelos seus elementos mais desfavorecidos.

      Abraços

      Eliminar
  4. A caridade pode ser individual e, ptto, mais eficiente. Concordo com a citação. Adorei este seu espaço e estou consigo.
    Beijos,
    Renata

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caridade é algo que se deve praticar e com a qual concordo, mas a tendência ( pelo menos em Portugal) é cair-se na caridadezinha , para se mostrar como a pessoa tem um coração bondoso-

      Solidariedade social é a devida responsabilização da sociedade pelos seus elementos em dificuldade e , na minha opinião, função obrigatória do Estado.

      Além disso, uma não exclui a outra!

      Grato abraço e até breve, rrss

      Eliminar
  5. Respostas
    1. Absolutamente de acordo!!

      Tudo de bom

      Eliminar
  6. Ela nunca me enganou! É como a supico pinto, gosta de brincara à caridadezinha. Isso da solidariedade social é para esquerdalhos.
    Valha-me Deus, amiga...onde é que isto vai parar? Dizes-me?
    Farto de chuva e do S. Pedro, mas ainda com ânimo para te desejar um bom resto de dia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A mim também não-

      Até porque , por dever profissional na época, soube que deu produtos alimentares a "Os Regulas"(IPSS objecto de Relatórios devastadores, Pareceres meus sempre negativos , queixas graves dos utentes, .... e reincidente, para cúmulo) e a quem Bruno Vitorino (PSD) também deu todo o apoio.

      Ás tantas , recebo um ofício da criatura - assim como larguíssimo número de pessoas - num tom muito agressivo e à boa maneira católica culpabilizante.

      Então, agrafei uma nota de cinco euros no dito ofício e respondi-lhe no mesmo registo, focando inclusivamente a falta de critérios que levava o Banco Alimentar a apoiar uma IPSS provadamente faltosa!

      Não sei , amigo, onde Portugal irá para...mas se continua neste desvario, acho que acaba como país e como povo!

      Grato abraço e que também seja bom o teu resto de dia.

      Eliminar
  7. Gosta de brincar à caridadezinha!
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se não houvesse "pobrezinhos" como mostraria ela que é uma santa senhora de bondoso coração?!

      Abraços

      Eliminar
  8. Bem fazer sim , mas nos moldes . .. " não saiba a tua mão esquerda o que faz a tua direita "

    Um abraço de boa noite , São ,
    Maria

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Tal e qual!

      Bons sonhos, Maria, rrss

      Eliminar
  9. A caridade pode ser silenciosa...sem chamadas de atenção!
    A solidariedade social...pode dar demasiado nas vistas e haver más interpretações!
    Fico pela caridade e solidariedade...pela simbologia dos seus gestos!!! Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A solidariedade social é a protecção que o Estado deve aos seus cidadãos e às suas cidadãs!

      A caridade é que corre o risco de se transformar em espectáculo , quando se transforma na caridadezinha

      Eu que trabalhei a maior parte da minha vida profissional no Ministério da Segurança Social, garanto que as duas podem coexistir.

      Feliz Dia de S. Valentim, Gracinha

      Eliminar
  10. Não devia existir nenhuma, era sinal que havia ,alguma equidade.
    Todos deveriam ter direito ao emprego, e não dependerem , nem da caridade, nem da solidariedade. Que infelizmente parece que virou "moda".
    Não lhe dês a cana, ensina ou ajuda a pescar.

    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aí está exactamente o que eu penso: o melhor mesmo era que não fossem necessárias nem uma coisas nem outra!!

      No entanto, as duas podem coexistir e a ter que optar, prefiro a solidarierdade social, pois o Estado tem a obrigação de cuidar de quem precisa, pois para isso pagamos altíssimos impostos.

      Quanto à caridade, a maior parte das vezes transforma-se num acto de exibição, coisa que abomino.

      Jonet, por exemplo, foi condecorada...

      Beijinhos para vós

      Eliminar
  11. Sem solidariedade o mundo não pode ser salvo.
    Pelos vistos acredita-se na "caridadezinha"...
    Parece mentira...
    Um beijo, São.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, a caridadezinha dá uns louros e isso é que importa para muita gente...

      Beijinhos

      Eliminar
  12. Pode-se dizer palavrões neste blog?!... Apetecia-me dizer uma série deles a propósito deste "brilhante" pensamento!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Poder, podes...que aqui não há censura.

      Eu não os digo, mas isso é deformação profissional e por prevenção , porque como vivo sozinha já cheguei a um ponto que cada vez que aparece um do da corja do Poder o mando onde tu sabes.

      Só que um dia destes fui almoçar com uns amigos ao restaurante e o tinto do empregado passou.me o prato sem me avisar de que estava bem quente e o termo saiu...e muita sorte em não o mandar ir lá, rrrs

      De Isabelinha Jonet e semelhantes que esoeramos nós mais do que a caridadezinha e "pensamentos brilhantes" desde género?!

      Bom dia, sem esta chuva que eu já nem aguento!

      Eliminar
  13. Quem sabe se a caridade também não é adepta dela, nestas coisas há sempre reciprocidade.

    ResponderEliminar

"BENVEGUT AQUÈL QUE NOS VEN MANS DEBÈRTAS"
(Saudação Cátara)

Arquivo do blogue