sexta-feira, Setembro 16, 2011

PARABÉNS, MEU IRMÃO!













































Na impossibilidade de te oferecer pessoalmente uma prenda de aniversário, aqui tens um périplo por lugares , acontecimentos e pessoas que sei te agradarão e darão luz a este dia.

Do fundo do coração, te desejo um dia agradável e um futuro de sonhos realizados.

Te abraço, por sobre o mar-oceano, com muitas saudades e a estima de sempre.

Sê feliz!

40 comentários:

  1. Oh!... A felicidade é rever a Amizade e o Amor que nos une em cada uma das imagens que reconheci e me trouxeram tanto aconchego.

    Um imenso e eterno abraço, minha Irmã de toda a Alma e Coração

    ResponderEliminar
  2. Um presente digno, lindo, para uma pessoa sem igual vinda de uma amiga querida que mesmo distante se faz tão presente em nossas vidas. Preciso dizer o quanto vi seu irmão feliz com tal prenda?

    Beijos minha cara

    ResponderEliminar
  3. Chama-se a isto um aniversário em família. E logo no "Mário" do bom peixe. Saudades de todos. Passa os meus abraços e saudades. Mas faltou a mãe da menina que está na foto com as duas primas. (Já percebeste que não quero citar nomes)

    Então foram pôr uma funerária à porta?!

    Ah! o Cohen! hehe Foi uma noite inesquecível, em todos os sentidos! rsrsrs Na verdade, vivemos aventuras muito sui generis na companhia um do outro! Adorei todos os segundos que passámos juntos e me alongo em saudades de todos eles.

    Tu de Santiago... creio ser em Palmela. Acertei?

    O monumento no Largo das Obras não conhecia. Mas já averiguei aqui na net tratar-se duma homenagem "À Família Operária". Acho justo!

    Já me tinham dito que a estátua do Alfredo da Silva estava um pouco mais para o lado.

    As duas estátuas de bronze na Baixa também não conheço e não consigo localizar exactamente onde estão, embora pela arquitectura pareça mais para os lados do sopé de Alfama ou Moraria.

    Saudades do Cais das Colunas... Está lindo, como sempre!

    Será o edifício da Fundação Champalimaud? Não cheguei a conhecê-lo... mas acredito que as fachadas para o rio sejam mais atraentes.

    E o aparato concertista dos ameríndios, aqui no Rossio, continua crescendo em sofisticação! Ah... os pequenos-almoços da Suiça!

    O azulejo é dum restaurante, onde procedíamos às nossas orgias pantagruélicas. hahaha Penso que era naquele que fica perto das antigas cavalariças da GNR. Mas não tenho a certeza. Ajuda-me aqui com a minha memória sempre falha.

    Ah! Como esse Cristo é mais saudoso que o primo dele neste lado do oceano...

    Apenas a igreja não consigo identificar. Será... Várias hipóteses me saltaram à lembrança, mas não quero arriscar nenhuma, pois não encontro nada na imagem que as confirme. Ajuda-me!

    E sabes bem porque deixei para o fim as duas fotos do Jardim Zamenhof; para onde eu levava a Leila a passear, nos últimos anos da sua vida. O seu olhar meigo e dedicado ainda me guarda diariamente na foto que sempre me acompanha; mesmo que eu nem olhe para ela.
    Muita saudade! Muita saudade!...

    Não te posso agradecer esta tão sentida e carinhosa homenagem, pois o Amor e a Amizade não se agradecem; retribuem-se. Espero eu estar sempre ao nível do teu honroso afecto.

    Agora vou chorar um pouco de felicidade pela bonança de um dia nos termos conhecido numa exposição na livraria da Cacilda.

    Um eterno Abraço

    ResponderEliminar
  4. Parabéns a ambos.

    LUIZ

    ResponderEliminar
  5. Grande representação do Barreiro com a estátua do Sr. Alfredo da Silva. =) Também adorei as fotos da ponte Vasco da Gama e do Terreiro do Paço, são imagens que fazem parte do meu dia-a-dia. =)
    De certeza que o irmão vai adorar.

    beijos São***

    ResponderEliminar
  6. Me sumo a tu felicitación.
    Besos para ti.

    ResponderEliminar
  7. Ainda bem que a prenda te agradou, lindo!

    Um abraço de parabéns.

    ResponderEliminar
  8. Muchas gracias, PEDRO.
    Bom final de semana.

    ResponderEliminar
  9. Bem vinda, MARISA!
    Claro, o Barreiro e Lisboa teriam que estar muito em evidência, rrss

    Bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  10. Querido SERGINHO, apesar de não nos conhecermos pessoalmente, gosto imenso de si.

    Um abraço enorme.

    ResponderEliminar
  11. Lisboa é de facto uma cidade feia. Só com muita poesia, e pouca objetividade, se lhe vê beleza. Mas ficará mais bonita: quer o regulador que a eletricidade aumente 30% em 2012, será ele político neste valor, dando margem para o Governo fazer um bonito (negociações), e conseguir um aumento de só 27 ou 28%. bfds

    ResponderEliminar
  12. Parece-me que está já a galeria completa, exceptuando crianças: sabes que não coloco.

    Claro que passarei os teus abraços e saudades, sempre retribuídos afectuosamente.

    Pois foi, agora já posso morrer à vontade, rrsss, tenho duas funerárias na terra rrss sendo uma `junto à casa


    Palmela, pois! Mas não sou eu, é uma amiga minha, rrs

    Acho que a família operária merecia melhor, mas enfim...

    Silva está mais para o lado e mais para baixo, rrss

    E agora já está disponível a estrada junto ao túmulo dele.

    O conjunto escultórico fica ao pé de uma igreja famosa pela imagem do Senhor dos Passos, junto à Rua da Prata.

    É a Fundação, sim. Mas não a vi do lado do Tejo.

    O azulejo é o que dizes, pois.

    A igreja é a do Mosteiro dos Jerónimos, Lisboa.

    Quanto ao Terreiro do Paço e Cais das Colunas foi o único resultado bom da visita de Bento XVI

    Um abraço bem apertado, Amigo.

    ResponderEliminar
  13. Ai, meu caro, nem sei que te diga: as novas são cada vez melhores!

    Eu , parafreseando Brecht, pergunto: porque não fuzilam o povo? Não seria mais fácil?

    E , Táxi, quando colocas novo texto?

    Saudações

    ResponderEliminar
  14. É uma bonita prenda.
    Estes são lugares que me dizem muito.
    Um dia temos que combinar um encontro. Afinal estamos tão perto uma da outra. Ainda hoje estive nos Loios e pensei "Onde estará a São?"
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  15. A igreja do Mosteiro dos Jerónimos!!!

    Cheguei a lembrar dela, mas excluí de hipótese por me parecer um pouco baixa, para majestosidade imponente da nave central. Contudo, esqueci que essa capela sul do transepto é mais baixa.

    Mas claro, que incluirias os Jerónimos! Um dos meus mais favoritos monumentos de Lisboa. E que afinal, historicamente, tanto tem a ver comigo.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  16. Aí está ela! hehe Sempre sorridente e jovial! Essa senhora não envelhece mesmo...

    Desculpa a troca de identidade na foto de Palmela, mas na imagem não deu para identificar devido ao efeito de sombra.

    Ora, não podiam faltar Barcelona, Saragoça e Madrid; as nossas andanças por nuestra España!

    A igreja na baixa é São Nicolau. E estive vendo na net que o conjunto escultórico é uma homenagem (muito merecida) ao calceteiro. Afinal a calçada portuguesa é um exclusivo nacional. Até mesmo aqui, no Brasil, onde ela foi deixada de herança, é conhecida por "pedrinhas portuguesas".

    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  17. Gostaria de deixar aqui o meu agradecimento a todos que se juntaram nesta confraternização e deixaram felicitações ao aniversariante. rsrsrs

    Abraços

    ResponderEliminar
  18. Parabéns ao seu amigo, minha querida Sãozinha!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  19. Um belo presente, São. Parabéns, por isso, também para a mana
    Tenha um bom fds

    ResponderEliminar
  20. Querida amiga,

    Não há como ver estas fotos e não se sentir feliz! Na última sorri com vocês, acredita? Que todos os seus desejos ao irmão se realizem! Junto os meus votos aos seus.

    Beijos com carinho e maravilhoso fim de semana amiga querida.

    ResponderEliminar
  21. Por poucos dias não era uma auto-homenagem.
    Ou estou enganado?
    Nada vou dizer da homenagem... seria imiscuir-me nos assuntos familiares, mas gostei das fotos.

    Um bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  22. Un hermoso homenaje en la dialéctica sutíl de la fotografía.
    Besos!

    ResponderEliminar
  23. Que a Paz, amor e harmonia estejam sempre dentro destas portas.

    Ou me engano muito ou a estátua é de Alfredo do Silva?
    Puxa-me as orelhas se errei.

    abraço, amiga

    ResponderEliminar
  24. rosamarela gostou e parembiza ambos.

    ResponderEliminar
  25. Agradeço . Bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  26. Pois , também acho que sim, que já é tempo de nos conhecermos em pessoa.

    Portanto, a Elvira , cuja vida é mais ocupada que a minha, dirá.

    Um abraço forte.

    ResponderEliminar
  27. Os Jerónimos seriam imprescindíveis, rrss

    só faltam os pastelinhos de Belém, rrss

    Beijo

    ResponderEliminar
  28. Passei por aqui e dei-me conta de que entusiasmada com as fotos,fui indelicada com o seu amigo, perdão irmão, não lhe dando os parabéns. Como cá se diz que o que não se faz em dia de Sta Luzia, faz-se no outro dia, aqui lhe deixo os votos de que tenha tido um dia muito feliz, e que o ano que ora começou, seja o desabrochar de todos os seus sonhos.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  29. Sabes que há um estrangeiro que nos achou atrasados porque viu um calceteiro trabalhando: que ignorante preconceituoso!!


    E não pus Salamanca e Burgos porque não tinha ainda este tipo de máquina, como sabes.

    Fica bem

    ResponderEliminar
  30. Claro que estaria sorridente: em viagem com pessoas de quem ela gosta e adorando os Açores, que via pela primeira vez...

    ResponderEliminar
  31. O meu grato abraço por mim e por ela, querida amiga NINITA

    Bem haja, minha flor!

    ResponderEliminar
  32. O meu grato abraço, caro CARLOS.
    Fique bem.

    ResponderEliminar
  33. SARINHA, querida, obrigada por seu carinho. Pode crer que é altamente retribuído.

    Bem haja, amiga!

    ResponderEliminar
  34. Não está equivocado, não...rrss

    O meu grato abraço por gostar .

    ResponderEliminar
  35. Muchas gracias,RODOLFO.

    Bem hajas. meu caro amigo.

    ResponderEliminar
  36. E das tuas também, meu caro ZÉ!
    Acertaste: é Alfredo a Sila, pois.
    Um enorme abraço, amigo meu.

    ResponderEliminar
  37. Agradeço por mim e por ele, ELVIRA.
    Bem haja!

    ResponderEliminar
  38. Belas fotos, um belo presente de aniversário.
    Beijo!

    ResponderEliminar
  39. O meu grato beijo, carisimo.

    ResponderEliminar

"BENVEGUT AQUÈL QUE NOS VEN MANS DEBÈRTAS"
(Saudação Cátara)

Arquivo do blogue