segunda-feira, setembro 19, 2011

El gran discurso antisistema.




Vale a pena ouvir esta análise certeira e lúcida!

30 comentários:

  1. Acabei de re-ouvir e aplaudo!

    LUIZ

    ResponderEliminar
  2. Eu também ....e de pé!

    ResponderEliminar
  3. Venham mais cinco...Todos de pé...Eis o que seria novo por aqui...

    :)

    ResponderEliminar
  4. Mas, sabes ?...eu acho que vai acabar por acontecer algo: a situação está se tornando insustentável!!

    Boa semana


    Anónimo/São rrrss

    ResponderEliminar
  5. Como eu desejava que nos partidos políticos houvesse alguém que soubesse apresentar um tema tão esclarecido como fez este espanhol.

    E o pior é que os visados são arrogantes e continuam a fazer o que lhes dá na real gana.

    Até quando?

    abraço

    ResponderEliminar
  6. Pois...até quando?

    Meu amigo, eu creio que os Maias( e não estão sós) têm razão: algo vai acontecer e as coisas mudarão!

    Um abraço com esperança te dou, meu caro Zé.

    ResponderEliminar
  7. Bem aproveitado o exemplo de Galileu.
    Abraço do Zé

    ResponderEliminar
  8. Vou passar com mais tempo. Vi 3 minutos, o que chega desde já para lhe agradecer o post

    Voltarei para ver a totalidade

    ResponderEliminar
  9. Concordo: maneira inteligente de demonstrar que devemos lutar por aquilo que é verdade.

    Um abraço, caro ZÉ

    ResponderEliminar
  10. Volte, sim...e depois me diga o que acha, ROGÉRIO!

    Fique bem

    ResponderEliminar
  11. Há sempre quem nos regale com discursos revolucionários, no entanto, na hora da verdade, os discursos calam-se.
    É incrível como nos contentamos com pouco!
    beijinhos mil

    ResponderEliminar
  12. Tem razão, devemos empenharmo-nos nas coisas e , também, exigir bem mais!

    Estar atento, também será óptimo.

    Muitos miminhos, filhota

    ResponderEliminar
  13. Em 1998? E mudou alguma coisa? Não andamos cada dia mais dopados?
    Um abraço e uma boa semana

    ResponderEliminar
  14. Mudou, sim...mas para pior ainda!

    Fique bem, linda.

    ResponderEliminar
  15. Adoraria poder ver, de fato, uma reação.
    Mas há muito já perdi a minha fé nisto...
    Beijo!

    ResponderEliminar
  16. Amigo, estamos ambos muito pouco esperançosos, né?

    Um abraço

    ResponderEliminar
  17. Os mais preciosos 27 minutos que vivi desde à algum tempo. Arrebatador tal nível de esclarecimento e raciocínio lúcido.

    Obrigado te fico por mais uma pérola que me apresentas.

    Abraços fortes

    ResponderEliminar
  18. NINIHA, respondi ...mas nada de novo no horizonte, rrss

    Seja feliz, amiga.

    ResponderEliminar
  19. Eu também fico extasiada perante a clareza e a inteligência do raciocínio e a pertinência das denúncias.

    Deveria ser obrigatório em todas as escolas e Universidades!

    Um saudoso abraço, meu Amigo.

    ResponderEliminar
  20. Huum...
    Ora veja, então, se consegue responder à última questão.:)
    mil beijinhos

    ResponderEliminar
  21. Minha linda, já lá foi a resposta. E fico roendo les ongles, rrss
    Bisous

    ResponderEliminar
  22. Olá, São!

    A análise é lúcida e esclarecida, vai directa ao cerne da questão.
    Estamos numa encruzilhada, e também encurralados por aqueles que detêm o o poder dado pelo dinheiro.
    Tanto liberalismo, selvagem, trouxe-nos até aqui, e acredito, como muita outra gente, que ele se destruirá a si mesmo; será apenas uma questão de tempo...!

    E já agora, passa por lá pela minha loja; é uma sugestão...

    beijinhos; boa semana.
    Vitor

    ResponderEliminar
  23. Nessa gente me incluo: este sistema está caindo aos bocados e nada o segurará.

    Razão têm os Maias e outros: haverá , sim, uma mudança!

    Mesmo sem o teu gentil convite por lá passaria. Te repito aqui que achei o texto uma delícia!!

    Abraço-te

    ResponderEliminar
  24. Como eles são bons com palavras!
    Beijos e fique bem.

    ResponderEliminar
  25. Querida amiga,

    Muito obrigada por esta partilha maravilhosa: enfática, verdadeira, honesta e lúcida! Ouvi 3x aqui e irei ouvir ainda mais! Não quero perder absolutamente nada. Antes, assimilar todo o conteúdo de aprendizado admirável. Estou levando comigo.

    Beijos com carinho e beijo estalado de bom, São!

    ResponderEliminar
  26. Alguém disse, redendo-se à oratória: "Como eles são bons com palavras!"
    Quem isto disse tem meia-razão. A outra meia que lhe falta, resulta da sua incapacidade de, por detrás das palavras ouvidas, sentir o peso delas. De qualquer forma, as palavras, mesmo as justas e necessárias, não chegam para despertar as pedras. Apenas ajudam... Mas ainda há outra atitude perante estas estas palavras. Essa é explicada logo na parte inicial, quando fala das heresias de Galileu. Para muita gente este é mais um herege a fazer arder...

    Queria um comentário final, aqui o deixo

    ResponderEliminar
  27. Sim, mas aqui o orador não se limita a palvras: ele está fazendo uma análise da situação, não um comício de propaganda.

    E , como sabemos, tem razão no que afirma.

    Beijnhos, CLARICE.

    ResponderEliminar
  28. Querida SARINHA, que bom ter gostado assim e sentir como eu uma enorme admiração pela brilhante intervenção deste homem inteligente e lúcido.

    Um enorme abraço, minha amiga

    ResponderEliminar
  29. Obrigada por aceder ao meu pedido.

    Quanto ao comentário, penso que se deve a uma desilusão profunda com a classe política.

    Tudo de bom, ROGÉRIO

    ResponderEliminar

"BENVEGUT AQUÈL QUE NOS VEN MANS DEBÈRTAS"
(Saudação Cátara)

Arquivo do blogue