domingo, junho 18, 2017

PEDRÓGÃO GRANDE EM CHAMAS

Escrevo sob uma forte emoção mesclada de indignação.

Ainda nem sequer começou o Verão  e já a calamidade dos incêndios se iniciou - e de maneira bem trágica.

O clima   modificado e manipulado está aí e os resultados são os que nós  conhecemos por os sofrermos na pele.

O incêndio de Pedrógão Grande  foi provocado por uma trovoada seca e espalhou-se por uma enorme área , provocando até este momento mais de uma centena de vítimas , sessenta delas mortais.

E eu pergunto porque  motivo não se tomam medidas concretas e sérias para evitar que Portugal fique mais pobre quer em vidas humanas quer em riqueza natural?!

Estou cansada de debates , de opiniões, de estudos, de não sei quantas coisas mais , sem resultados práticos.

Exijo que algo aconteça de verdadeiro para combater este flagelo sazonal!

Paz para quem partiu ! Solidariedade para quem sofre !

 

19 comentários:

  1. Li a notícia esta manhã. Que tragédia? Poderia ter sido minimizada perante as causas naturais?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se muitas das decisões tomadas ao logo de anos e que permanecem no papel estivesse já concretizadas penso que poderiam ter ajudado um pouco, embora este incêndio tenha sido o Inferno em terra pelo que se tem sabido

      Eliminar
  2. Contra os fenómenos da natureza, imprevistos e incontroláveis não há meios humanos nem materiais que os consigam vencer! Esperança e fé para os vivos. Em paz descansem os mortos. Sentidos pêsames às famílias enlutadas!
    Tenha uma boa tarde amiga São, um abraço,
    Eduardo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. EStou de acordo, este incêndio foi dantesco, de qualquer modo as medidas já pensadas devem passar a ser concretizadas.

      Como é que o SIRESP falha?
      Bom fim de semana, meu amigo

      Eliminar
  3. Ainda agora falava com o meu companheiro sobre isso ... pois precisamos de investir na área preventiva!!!
    Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Apostar na intervenção e ter os meios existentes em condições!

      Beijinho e bom fim de semana

      Eliminar
  4. «Falando de fogos florestais há áreas imensas onde o fogo pouco ou nada entra. São áreas de interesse económico claro, associada à exploração florestal, da Portucel-Soporcel e do Grupo Amorim... O que quer dizer que, se há rentabilidade económica numa dada exploração, ela não arde não (ou arde pouco). O facto, o principal facto, é que há uma riqueza nacional convertida em pouco mais que mato. E o mato despreza-se e ... arde. A principal causa dos incêndios é resultado do desleixo e da falta de aproveitamento dessa riqueza imensa que é a floresta portuguesa»

    Em 2013 escrevi isto, e hoje escrevi coisa não muito diferente...

    ResponderEliminar
  5. Olá, querida São!
    Vi nos jornal ontem e fiquei triste... Seus vos progteja aí neste país tão lindo!
    Seja feliz e abençaoda!
    Bjm de paz e bem

    ResponderEliminar
  6. A minha solidariedade para todos. Não tenho palavras, São. Que tragédia!
    Uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  7. Acabei de saber que o incêndio já passou em Cernache, e que felizmente a família que lá tenho está bem, apesar de não ter ganhado para o susto.
    Assino por baixo o seu texto.
    abraço

    ResponderEliminar
  8. Neste momento , as palavras começam a ficar gastas . . .
    Como acabou de dizer " Paz para quem partiu ! Solidariedade para quem sofre ! "

    Forte abraço ,
    Maria

    ResponderEliminar
  9. Essa tragédia é uma tristeza sem definição...
    Beijos, querida São...

    ResponderEliminar
  10. Se o Inferno existe é aquilo ou algo muito semelhante, São :(

    ResponderEliminar
  11. Também eu estou farta do palavreado dos políticos, São.

    Sem mais emoções e usando a razão o GOVERNO tem de enfrentar com coragem e força os problemas do mundo rural português.

    Abraço solidário com o nosso PORTUGAL.

    ResponderEliminar
  12. MI solidaridad con las víctimas y las familias. Y ahora, a exigir responsabilidades.
    Besos, querida amiga.

    ResponderEliminar
  13. Junto-me às suas palavras!
    A minha grande pena é que no lugar de inocentes não tenham ficado ladrões, corruptos e vigaristas deste país...

    ResponderEliminar
  14. Com profunda consternação e dor, uma catástrofe humana.
    Infelizmente fala-se muito e faz-se pouco.
    Atingiu as minhas raízes, duas partes de mim vieram daquele lugar, que hoje está cinzento.
    Lamento a perda de vidas, o resto irá renascer, acredito que melhor e se aprenda a lição.
    Conheço local e não vai ser fácil a reestruturação, é um interior desertificado , os que permanecem são alguns idosos, a maioria emigrou e só aparecem lá de férias. As terras de cultivo são palha, os olivais são silvados, e a floresta é mata. As terras não são de "ninguém", antigamente faziam-se logo as partilhas, agora ninguém está interessado nas terras, e o abandono é o mais comum.
    Não à ordenamento nem incentivos, nem pessoas que façam a prevenção, as juntas de freguesia deviam ter um serviço de limpeza. Eu sei lá são só debates, mas as pessoas que naquele fatídico dia ali foram colhidas pelo fogo a sua grande maioria não eram residentes na localidade, estavam de passagem Enfim profundamente triste.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Graças pelo seu testemunho, por aquilo que contém de sentimentos pessoais e conhecimento da realidade.

      Sim, infinitamente triste esta imensa tragédia!

      Abraço e bom fim de semana, Mina

      Eliminar
  15. Bom dia, anos e anos a ouvir a opinião sobre a floresta dos iluminados, cada um acusa o outro e a conclusão para solucionar não chega, agora temos mais dois iluminados a opinar sobre a solução, são os demagogos Passo Coelho e a Cristas a querem tirara dividendos politicas com lágrimas de crocodilo.
    AG

    ResponderEliminar

"BENVEGUT AQUÈL QUE NOS VEN MANS DEBÈRTAS"
(Saudação Cátara)

Arquivo do blogue