sábado, março 07, 2015

"AO MESMO TEMPO" - SUSAN SONTAG

 Para comemorar o Dia da Mulher 2015 , vou falar de um livro acabado de ler recentemente e de que muito gostei: " Ao Mesmo Tempo."´, escrito por uma Mulher corajosa, lúcida e que lutou por aquilo em que acreditou , ou seja, a intelectual estado-unidense Susan Sontag (1933-2004) .

Esta foi a sua última obra e a revisão foi feita já pelo seu filho David Rieff , assim como o Prefácio.

Os temas são vários e abordados com uma extraordinária lucidez e de ângulos sempre interessantes.

Os ensaios que compõem o livro focam , por exemplo, as fotografias  das torturas que militares dos EUA efectuaram no Iraque após a invasão do país e o seu significado, a enorme coragem de resistir demonstrada por  soldados judeus ao recusarem-se a participar no genocídio dos palestinianos levado a cabo por Israel , os problemas intrincados da tradução , a censura firme contra Bush filho e a sua vontade de expandir o imperialismo dos EUA sobre todo o planeta.

Devo dizer que li o livro de rajada e me ficou vontade de conhecer melhor a obra desta pensadora.


Três excertos:

- "Nós que no estrangeiro desejamos que Israel sobreviva, não podemos, não devemos, desejar que sobreviva a qualquer preço, de qualquer maneira... A nossa maior admiração deve ir para os corajosos soldados israelitas, aqui representados por Ishai Menuchim, que se recusam a actuar para lá das fronteiras de 1967...  Não há lugar para dúvidas quanto à crescente crueldade da ocupação israelita."

- "Só podemos esperar que haja qualquer coisa de inteligente em preparação para tornar a nossa população mais segura face à jihad contra a modernidade.E só podemos esperar que a administração Bush, Tony Blair, et al., tenham realmente compreendido que seria inútil ou, como eles dizem, contraproducente - assim como cruel - bombardear o povo oprimido do Afeganistão, do Iraque ou de outro sítio, como retaliação dos crimes dos tiranos e dos religiosos fanáticos que os governam. Só podemos esperar..."

- " Olhando para estas  fotografias, perguntamos a nós próprios: como pode alguém rir com o sofrimento e as humilhações de outro ser humano?Atiçar cães de guarda contra os órgãos sexuais e as pernas de prisioneiros nus apavorados? ...A América tornou-se num país onde as fantasias e as práticas de violência são vistas como um bom passatempo, como divertidas."

42 comentários:

  1. Uma boa sugestão de leitura...
    Cumps

    ResponderEliminar
  2. Penso que sim...

    Bom resto de fim de semana.

    ResponderEliminar
  3. ~
    ~ ~ Querida amiga.

    ~ Já escrevi a minha mensagem para o dia da mulher e estou contigo na homenagem que devemos prestar às nossas congéneres que são vítimas de
    conflitos armados, actos violentos, repressão, fome e iodas as situações em
    são obrigadas a viver sem dignidade.

    ~ ~ Gratíssima pela interessante e cuidada sugestão de leitura. ~ ~

    ~ ~ ~ Ótimo fim de semana. Beijo e abraço ~ ~ ~
    ~~~~~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Majo, obrigada pelo apreço e que tenhas uma óptima semana.

      Abraço grande, amiga

      Eliminar
  4. Muito oportuna e pertinente a tua postagem, São.
    Relevantes os excertos escolhidos. Subscrevo esta linha de pensamento.
    Não há melhor homenagem a esta escritora do que divulgar algo da sua obra e quão importante é este olhar nu.
    Bjo, amiga :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bom também achares importante divulgar um livro assim!

      Um abraço fraterno, amiga minha

      Eliminar
  5. para mim bastaria a passagem
    "A nossa maior admiração deve ir para os corajosos soldados israelitas, aqui representados por Ishai Menuchim, que se recusam a actuar para lá das fronteiras de 1967..."

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para mim também, mas ainda bem que tem as outras

      Boa Primavera, amigo

      Eliminar
  6. Muito interessantes as passagens que transcreve. Aguçam a vontade de ler o resto.
    Um abraço e bom Domingo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se chegar a ler, diga a sua opinião depois, sim?

      Bom Dia da Poesia, Poeta

      Eliminar
  7. Parece interessante São...vou ver se o compro!
    Bj amigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que se não arrependerá.

      Beijinhos

      Eliminar
  8. Boa sugestão de leitura .Momentos de história que pertencem ao nosso tempo e não podemos ignorar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem ignorar nem esquecer...

      Bom fim de semana

      Eliminar
  9. Esquecia-me
    Feliz dia de todas as mulheres

    ResponderEliminar
  10. Não conheço a autora. Vou tomar nota.

    Em todos os lugares...a injustiça.


    Beijinho grande, São.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se o leres, acho que te agradará, amiga.

      boa semana e beijnhos, Ana

      Eliminar
  11. Uma sugestão de leitura que registo de bom grado.

    ResponderEliminar
  12. Demasiado americana para o meu gosto. Ainda por cima meteu-se com o Gabriel García Márquez por causa do Fidel, e García Márquez era de facto emissário de Fidel junto do Clinton, mas esta mania de vender a liberdade americana a todos, assombra os intelectuais americanos. No entanto, como escritora não é de todo má. boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa faceta desconheço.Aliás, nem nada dela conheço bem, pois este é o primeiro livro que leio seu..não me desgradou, francamente. Espero ler mais.

      Alegre Primavera para ti :)

      Eliminar
  13. - " Olhando para estas fotografias, perguntamos a nós próprios: como pode alguém rir com o sofrimento e as humilhações de outro ser humano?

    Boa indicaçao de leitura...

    Que vc tenha uma otima semana, São...

    Beijos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se ler, me dirá o que achou...

      Minha querida, feliz fim de semana e um grande abraço :)

      Eliminar
  14. Olá, São!

    Não muitos mais ousaram como ela discordar da "verdade" oficial instituida pelo poder e larga parte da comunicação social quanto á forma de interpretar o que ao longo da décadas foi acontecendo neste mundo. E muito menos confrontrar governantes e povo Americano com outra verdade que não aquela que lhes era dado conhecer, e que a maioria deles tomava - e toma - como única.

    Pena que estivesse então em clara minoria, minoria esta que é cada vez mais pequena...no dito reino de todas as liberdades...

    Um abraço e boa semana.
    Vitor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os EUA de liberdade quase só têm o nome.

      Onde as palavras denunciadoras de Chomsky?!

      Porque não passam as televisões as manifestações e protestos?

      Como conseguem continuar a apoia fortemente o regime criminoso de guerra e racista de Israel?!

      E agora tem o desplante de designar a Venezuela como perigosa ??

      Uma agradável Primavera, Vítor, para ti!

      Eliminar
  15. Só li um livro dela, cujo título não e recordo.
    Este ano não assinalei o Dia da Mulher, porque...imperdoável... me esqueci. Espero que o teu tenha sido bom
    Tem uma boa noite amiga

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esquecimentos são comuns a todas as pessoas...

      O meu foi bom, obrigada, e desejo que o teu fim de semana também o seja, Carlos :)

      Eliminar
  16. Fiquei curiosa sobre as passagens que transcreve. Senti vontade de ler.
    Obrigada pela indicação.
    Desejo uma excelente semana!
    Um excelente mês de março!
    Um Beijo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Leia, sim, que acho não irá se arrepender

      Um feliz Outono para si, amiga .

      Eliminar
  17. ainda não li nada dela.
    fica agendado.
    boa semana.
    beijo
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. penso que te agradará.

      Beijinhos, linda, boa Primavera :)

      Eliminar
  18. Oi, São!
    Sempre li tudo sobre Machado de Assis e soube de um comentário que Susan Sontag fez de uma de suas obras. Foi dessa forma que fui apresentada à ela. Ano passado li o livro "Aids e suas metáforas" em que ela fala sobre a forma como os portadores da doença a transformam em inimigo, o que explica a atribuição de culpa ao paciente, muito embora ele continue sendo encarado como vítima.
    Alguns assuntos que para nós é difícil digerir, outras pessoas escolhem outros ângulos de reflexão. Susan sempre explora aquele lado em que, se pensamos, evitamos falar.
    Não li o livro que citou, mas vou corrigir isso logo, logo...
    Boa semana!
    Beijus,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E eu também corrigirei , lindo mais obras dela...

      Gosto de pessoas que ousam pensar fora do sistema !

      Outro nome estado-unidense que muito aprecio é Chomksy

      Beijinhos e feliz Outono, Luma :)

      Eliminar
  19. Nunca li nada dela mas, fiquei curiosa!
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para começo de conhecimento da obra de Sontag, acho este livro uma boa maneira...

      Boa Primavera, Lila :)

      Eliminar
  20. Desconhecia a sua Obra humanista. É bom haver quem discorde e relate as violências que humilhem a condição dum qualquer Ser humano.

    Beijos


    SOL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A denúncia é sempre necessária e bem haja quem tem a coragem de a fazer!!

      Bom fim de semana

      Eliminar
  21. Não conhecia, a obra...
    Fiquei chocada, principalmente com o último excerto, maquiavélico...
    Assustador este mundo :(
    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem razão.

      Pior ainda que a fúria de Bush filho e sua canarulha não foi o facto fotografado , mas sim terem vindo as fotografias a conhecimento público.

      Beijinhos e bom fim de semana

      Eliminar
  22. As práticas de violência são punidas nos EU. Em todos os cestos de maçãs há sempre uma maçã que é podre. O mesmo que dizer que num rebanho há sempre uma ovelha preta.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tenho tanto essa certeza.

      A violência policial continua: um sem abrigo e um garoto de doze anos mortos a tiro, um homem sufocado embora gritando que não conseguia respirar, ... e parece que nenhuma dos responsáveis foi castigado e muito menos expulso!

      Quanto ao que se passa no Iraque e no Afeganistão é uma vergonha e também , que eu saiba, nada acontece às ovelas negras.

      Oxalá seja eu a não ter razão, mas sim tu .

      Bom fim de semana, Catarina

      Eliminar

"BENVEGUT AQUÈL QUE NOS VEN MANS DEBÈRTAS"
(Saudação Cátara)

Arquivo do blogue