quinta-feira, abril 28, 2016

FLAMENCO EM SACROMONTE (GRANADA)







Sacromonte é o bairro mais típico de Granada ainda hoje, mais ainda do que o Albaícin , ao qual está colado.

Foi aqui , nas suas "cuevas", que o flamenco começou e é ainda em Sacromonte que vive a maioria da etnia cigana.

A " Cueva de  la Rocio" faz questão de ter só pessoas ciganas cantando e dançando nos seus espectáculos.

Um excelente elenco , sem dúvida. 

Dançam e cantam também a zambra, música árabe com um ritmo muito marcado.

Posso afirmar , sem sombra de dúvida, ter podido aplaudir um fabuloso "bailaor" do qual  fiquei sem saber o nome. Ao mesmo nível, só aquele  que vi dançar em Barcelona, no "Tablao de Carmen". E eu já perdi o conto às vezes que tenho assistido a flamenco. Até na televisão, através do canal da Andaluzia.

Tenham bom fim de semana |

quarta-feira, abril 27, 2016

CITAÇÃO : PTAHOTEP

" Se  és um homem sábio, constrói uma casa e funda um lar. Ama a tua esposa como convém, alimenta-a e veste-a.  Proporciona-lhe a felicidade do seu coração durante toda  a sua vida."


PTAHOTEP
(Vizir na quinta dinastia egípcia)

segunda-feira, abril 25, 2016

quarta-feira, abril 20, 2016

CITAÇÃO : CARDEAL GOMA






" Devemos aceitar que Deus possa enviar a uma nação a prova da guerra como uma punição pelas prevaricações e um estimulante em caso de decadência moral."

CARDEAL GOMA
(Grande Primaz de Espanha)

domingo, abril 17, 2016

"SUBMISSÃO" - MICHEL HOUELLEBECQ




O autor, detentor do Prémio Goncourt desde 2010,  tem neste livro uma proposta bizarra, mas , porém, estranhamente possível num futuro menos ou mais longínquo.

Foi essa visão do que poderá eventualmente acontecer em França a causa da enorme agitação sentida  aquando da sua publicação.

E qual é a hipótese de Houellebecq? A França ter como Presidente um muçulmano, com todas as consequências daí advindas sobre a sociedade.

A narrativa é feita na primeira pessoa do singular por François, professor universitário com relacionamentos sentimentais(seria melhor dizer, sexuais) sem profundidade nem calor humano e longe de todos os compromissos.

Para mim, a abordagem de François à vida é ácida e desencantada, sem perspectivas nem ambições.

Quando se verifica a tremenda alteração política em França, acaba por se adaptar.

Aconselho a leitura, pela plausibilidade da hipótese de assim se desenrolar  a actividade política francesa, mas não considero o romance um fascínio.


- "Podemos pensar que as instituições da Europa, que actualmente são tudo menos democráticas, vão evoluir no sentido de fazerem mais consultas populares; a solução mais lógica seria eleição por sufrágio universal de um presidente europeu. Nesse contexto, a integração na Europa de países já muito populosos e com demografias dinâmicas , como a Turquia e o Egipto, poderia ter um papel decisivo."

- " O efeito mais imediato da sua eleição era a diminuição da delinquência, e em grandes proporções. Nos bairros mais difíceis, tinha baixado claramente para dez por cento do habitual.Outro êxito imediato era o desemprego, cujos números estavam em queda livre. Devia-se sem dúvida à saída em massa das mulheres do mercado de trabalho - saída essa também relacionada com o aumento considerável do valor dos subsídios às famílias...e o facto de obrigarem à cessação imediata de qualquer actividade profissional... Aumento integralmente compensado pela drástica diminuição dos gastos com a Educação Nacional."

Arquivo do blogue