quarta-feira, janeiro 30, 2013

"DJANGO LIBERTADO"

Vi já o mais recente filme de Quentin Tarantino, um libelo sem véus sobre  a crueldade da escravatura nos Estados Unidos da América. Na senda , aliás, de "Mandingo" **.

A acção decorre dois anos antes da guerra civil que opôs os Estados do Norte aos do Sul a propósito mesmo da abolição da escravatura, defendida pelos primeiros.

Um médico e caçador de prémios (Cristoph Waltz), liberta o escravo Django (Jamie Fox) para que este o ajude a encontrar três irmãos brancos procurados pelas autoridades, e que exerceram funções de capatazes na propriedade de onde o ex-escravo e sua mulher  Hildi tentaram fugir - sendo severamente castigados por esses brancos.

Antes de chegarem à plantação onde estão os irmãos, passam por uma cidade , cujo xerife não permitiu que Django fosse servido no bar, mas que acabou morto porque , afinal, era um vulgar ladrão de cavalos.

A chegada à dita  plantação causa um espanto enorme , dado  nunca se ter visto um negro a cavalo e livre. Enquanto  o dono( a quem os escravos chamavam "paizinho") ,  fala com o médico, Django pergunta  à  escrava encarregada de lhe mostrar o espaço, onde estão os três brancos e quando os descobre mata um a tiro e outro a chicote, dizendo à rapariga para ir chamar o médico.Que acaba por matar o terceiro quando este tentava fugir.

O proprietário , que chegara disposto a fazer "justiça", acaba confrontado com o pedido das autoridades para aqueles três homens serem capturados, vivos ou mortos.Pelo que os deixa sair sem os molestar.

Só que à noite, chefia um bando Ku-Klux-Klan para se vingar. E esta torna-se uma das cenas mais cómicas do filme: os oríficios dos capuzes não coincidem com os olhos, pelo que a visão é muito complicada ou mesmo nula. Não obstante a dificuldade, atacam : só que a carroça do médico estava vazia e armadilhada com explosivos e o "paizinho" é abatido a tiro pelo próprio Django.

Após passarem o Inverno  a caçar criminosos, na Primavera descobrem  onde se encontra a mulher do actual caçador de prémios e , sabendo que o esclavagista( Leonardo Di Caprio) utilizava mandingos em lutas de morte,chegaram lá como supostos compradores desses escravos.

Conseguem iludir  o senhor da plantação de algodão e sua irmã ( Tarantino constrói uma caricatura perfeita do que eram as damas sulistas) e estão quase a resgatar Hildi, quando o odioso feitor  negro ( Samuel Jackson), traidor da sua gente e mais racista que os brancos, o alerta para a armadilha.

Sob ameaça de assassinar Hildi, consegue que o médico lhe pague uma avultada quantia pela liberdade dela. A situação descontrola-se totalmente quando em vez de lhe apertar a mão, como o esclavagista exigia, o médico o mata, sendo ele próprio imediatamente abatido.

Já sem munições e para proteger a mulher, Django rende-se e é o feitor a  informá-lo mais tarde que a dama sulista  decidiu enviá-lo  para uma mina, onde ficará até morrer.

A caminho do seu destino, Django convence os brancos que transportam o carregamento de escravos a soltarem-no para obterem o prémio oferecido pelos malfeitores que , segundo ele, são os empregados brancos da plantação. Logo que o libertam, mata-os, pega no saco de dinamite e volta para se vingar.

Os primeiros a morrer são os homens que  soltaram cães treinados para essa função, sobre um escravo e o desfizeram à sua frente.

Quando chega à mansão, a família, os escravos e restante pessoal estão regressando do cemitério : as únicas pessoas que Django poupa são as duas escravas de casa, todas as outras são baleadas em pontos escolhidos .

Depois da explosão da casa com a dinamite, o casal parte livre, finalmente!


Os filmes de Quarantino são violentos, mas nunca gratuitamente: este não foge à regra.

Quanto ao elenco , todo ele tem um bom desempenho. Mas destaco esse actor extraordinário chamado Cristoph Waltz, merecidamente galardoado com o Óscar de Melhor Actor Secundário em "Sacanas sem Lei", deste mesmo realizador, e novamente nomeado por este desempenho espantoso.


** "Mandingo" é um filme de 1975, baseado no romance homónimo de Kyle Onstott e mostra cruamente como os esclavagistas tratavam os escravos.

Neste caso específico, o tema é a utilização para combates sem regras e até à morte  de mandingos(grupo étnico da África Ocidental, descendente do império Mali e de que foi levado um terço da população para escravatura para os E.U.A. nos séculos XVI, XVII, XVIII).

Os mandingos eram especialmente apreciados para este divertimento dos proprietários pelas suas excelentes características físicas. Claro que se ganhavam e perdiam fortunas por combate.

Por vezes,  havia cruzamentos para melhoria de raça, chegando ao incesto.



domingo, janeiro 27, 2013

POLÓNIA : AUCHSWITZ-BIRKENAU





















Em 27 de Janeiro de 1945, o Exército Vermelho tomou o complexo de campos de extermínio humano Auschwitz-Birkenau - constituído por três espaços.

Actualmente, o mais pequeno desapareceu completamente. Restam Auschwitz , aproveitamento pelos alemães de instalações militares polacas, e Birkenau , construído pelos próprios prisioneiros e cujas câmaras de gás e crematórios foram destruídos pelos nazis.

Nas duas vezes que estive no complexo,  saí mal tanto física como psicologicamente.

Paz e Luz para os milhões e  milhões de vítimas de todas as nacionalidades, etnias  e credos que a Segunda Grande Guerra provocou!

sexta-feira, janeiro 25, 2013

segunda-feira, janeiro 21, 2013

sexta-feira, janeiro 18, 2013

DECLARAÇÃO DE SANTANA CASTILHO

" A Educação é bem mais complexa do que estes mafarricos economicistas do  FMI pensam"

Professor SANTANA CASTILHO
(TVI - 17/1/2013)

quarta-feira, janeiro 16, 2013

A CRUZADA DA BANCA EM NOME DE DEUS!!!

"Platão e Aristóteles concordavam num ponto essencial: manter , ou aprofundar, um fosso entre ricos e pobres era abrir as portas à revolução ou à tirania.

O actual Governo PSD/CDS está a seguir  a linha ultra liberal do Tea Party dos E.U.A. , paga pelo Goldman Sachs.

Segundo o responsável máximo deste Banco , ou o capitalismo acaba com o Estado social ou o Estado social acaba com o capitalismo.

A ideologia subjacente  é a de acabar com a classe média, proteger os ricos e abandonar os pobres.

Sendo assim, tudo terá que ser privatizado, pois estão realizando a vontade de Deus. Atrevem-se a  falar em nome de Deus,  o que é uma total blasfémia!!"

DIOGO FREITAS DO AMARAL
(Janeiro 2013)


segunda-feira, janeiro 14, 2013

Les Miserables - Official Movie Trailer 2012 (HD)

Acabei de ver "Os Miseráveis", filme musical baseado no grandioso romance homónimo do excelente escritor francês Victor Hugo(situado na França do século XIX, entre a batalha de Waterloo, em 1815, e os motins de Junho de 1832).

O enredo é conhecido: Jean Valjean (Hugh Jackman), condenado por longos anos às galés por furtar um pão para dar a um sobrinho doente e pelas tentativas de fuga, sairá em liberdade condicional , porém jamais se libertará do passado. Principalmente, porque Javert(Russell Crowe), agente obstinado e impiedoso da Justiça e com uma concepção muito própria do seu dever e da condição humana, nunca o deixará em paz. Chegando a suicidar-se quando percebe que o mundo construído na sua cabeça deixou de fazer sentido.

Sendo recolhido por um padre, Valjean rouba-lhe as pratas e fica espantado quando este confirma aos polícias que lhas tinha dado e ainda lhe entrega mais dois castiçais.

Após várias peripécias, consegue tornar-se  Presidente de Câmara e dono de uma fábrica - onde trabalha Fantine (Anne Hathaway), mãe solteira de Cosette(Amanda Seyfried) e que ela entregou  aos estalajadeiros Thénardier( Sacha Baron Cohen e Helena Bonham).

Ao ser descoberta a sua condição , Fantine é despedida e acaba na prostituição.Numa noite em que responde à agressão de um homem, Javert (entretanto nomeado para a cidade onde Valjean era autarca e que o reconhece por ele ter levantado uma carroça para salvar o homem sob ela) quer prendê-la , mas o antigo prisioneiro leva-a para o hospital e antes dela morrer promete-lhe que cuidará da sua filha.

Dirige-se à estalagem e pagando uma alta quantia resgata a pobre criança ,maltratada e explorada pelo casal, pais de Éponine.

O tempo passa , Valjean e Cosette - que tinham conseguido escapar à perseguição tenaz de Javert graças ao camponês que ele salvara de morrer esmagado - acabam por se cruzar na rua com Marius, de família abastada mas lutando contra a exploração do povo.

Os jovens apaixonam-se , mas tudo se complica porque , durante o funeral de um general apoiante da Revolução, se armam barricadas- onde o pequeno Gravoche denuncia , como infiltrado, o próprio Javert.Este acaba por ser entregue a Valjean , que tinha ido à procura de Marius.Acaba por deixar escapar o polícia e por salvar a muito custo o jovem, cuja morte fora evitada a troco da sua própria vida por Éponine(que o amava).

Para evitar a vergonha do seu passado a Cosette e com a concordãncia de Marius, Valjean desaparece sem sequer se despedir da jovem.

Só quando Thénardier tenta fazer chantagem sobre Marius e este reage, é que fica a saber que fora salvo da morte por Jean e onde se encontra.

O jovem casal chega a tempo de assistir o pobre homem na hora da morte.

Com uma história tão pesada nem o facto de ser um musical consegue apagar a angústia do drama vivido por aquelas pessoas, pese embora o contraponto em tom muito ligeiro do casal Thénardier.

Considero que o facto de não haver play-back dá muito mais poder e autenticidade às interpretações.

Achei deveras impressionante a cena de abertura do filme e lembrei-me instantaneamente daquela comovente canção russa "Os Barqueiros do Volga".

Gostei também da cena final, porque é de esperança e força.

Aqui fica a apresentação.


terça-feira, janeiro 08, 2013

AVISO DE EDUARDO LOURENÇO

" Salazar não surgiu de um OVNI vindo de outro planeta.

Foi uma emanação da sociedade portuguesa.

 Não se tratou de um fenómeno acidental, mas de uma sua pulsão e que se pode repetir em circunstâncias afins."

Professor EDUARDO LOURENÇO

quarta-feira, janeiro 02, 2013

QUEM ADIVINHA?










Vamos começar o ano com um passeio por uma cidade portuguesa  bem conhecida e de que já aqui coloquei muitas imagens.

Há uma amiga que até já lá viveu e e outra que quis ir visitar um dos seus museus.

Tem uma excelente doçaria.

Quem é que sabe o nome, quem é?


Obrigada pela colaboração a toda a gente e parabéns  a quem descobriu ser Sintra!

Arquivo do blogue